Em protesto contra governo, fronteiras do Brasil com a Bolívia em Corumbá estão bloqueadas

Manifestantes pedem fim de abusos de poder do governo boliviano
| 04/03/2022
- 16:15
Manifestantes fecharam a fronteira na sexta-feira
Manifestantes fecharam a fronteira na sexta-feira - (Foto: Reprodução/ Diário Corumbaense)

Manifestantes bloquearam na madrugada desta sexta-feira (4) as fronteiras do Brasil e da , em , a 417 quilômetros de Campo Grande, contra o governo do país vizinho. Dois caminhões bloqueiam a passagem e nenhum veículo está autorizado a cruzar o local nas próximas 24 horas sem permissão.

Segundo o site Diário Corumbaense, o Comitê Cívivo de Arroyio Concepcion Frontera, informou que apenas pessoas a pé podem cruzar a fronteira entre os dois países, ou em casos de emergência, como as ambulâncias. O protesto é motivado pelo abuso de autoridade judicial, policial e fiscal da Bolívia. O grupo está concentrado no Posto Frinterizo.

Uma nova assembleia entre os manifestantes deve acontecer no sábado (5), na cidade de Santa Cruz de La Sierra, que deve determinação se vão prosseguir em greve por prazo indeterminado em todo o território.

Para intensivar o protesto, o grupo se concentra em algumas cidades, às margens de rodovias ou principais rotas de acesso na linha entre o Brasil e a Bolívia. Alguns setores do pais boliviano também devem paralisar as atividades no fim de semana.  

Pontos de protesto estão concentrados em algumas cidades, que ficam localizadas às margens da rodovia, principal linha de acesso entre Bolívia e Brasil.

Na cidade de Santa Cruz de La Sierra, distante mais de 600 km de Corumbá, também há registro de mobilização. Alguns setores, como mercados municipais e transporte público não funcionam nesta sexta. Boa parte da população permanece em casa.

“É um protesto contra as arbitrariedades e abusos que são cometidos no âmbito do órgão judiciário, do Ministério Público e da Polícia”, disse ao jornal El Deber o vice-presidente da entidade cívica de Santa Cruz, Fernando Larach, exigindo respeito de independência de poder e democracia.

Veja também

Seleção de candidatos aos quadro de praças por mérito intelectual

Últimas notícias