Procon e Detran de MS encontram até 163% de variação nos preços de exames toxicológicos para CNH Social

Campo Grande e outras 10 cidades de MS foram objeto do levantamento
| 14/03/2022
- 12:39
Juiz concedeu liminar para renovar a CNH
(Foto: Divulgação)

Um levantamento realizado pelo em parceria com o apontou variação acima de 163% nos preços dos exames toxicológicos, próprios para a  expedição de CNHs na modalidade Social. Campo Grande e outros 10 municípios foram objeto do levantamento.

No levantamento realizado no período de  16 de fevereiro a  10 de março do ano  em curso, foi possível constatar que a maior diferença de  preços (163,16%) está em Dourados, uma vez que o  consumidor pode pagar R$ 250,00 no Patologia Laboratório de Análises Clínicas  ou R$ 95,00 no Liviar Seviços Médicos e Laboratoriais. Em se falando de  diferenças de preços, Campo Grande  está em segundo lugar. Na Capital, o Labclin realiza o exame por R$ 184,00 enquanto o Novalab, por  R$ 119,00, ou seja, variação de 54,62%.

Corumbá é, entre os municípios pesquisados, o que demonstrou menor variação  de preços. O contribuinte pode pagar R$ 170,00 no Endolab ou  R$ 165,00 no  laboratório Carlos Chagas o que representa  diferença de  3,03%. O trabalho de pesquisa realizado pelo órgão da Sedhast  (Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho) abrangeu também o município de Naviraí, onde se detectou variação de 54,55%, uma vez que o laboratório Carlos Chagas realiza o exame em pauta por R$ 170,00 e o laboratório São Francisco, por R$ 110,00.

Em Ponta Porã e Três Lagoas, a diferença de preços  ficou em 50%. No município fronteiriço, os laboratórios Central e  Vidalab cobram R$ 150,00 pelo exame enquanto o laboratório Healt Labor Diagnóstico o realiza por R$ 100,00. Já, em Três Lagoas, no Hospital Auxiliadora, o exame toxicológico custa R$ 180,00 e no laboratório Bazé Análises Clínicas o  valor é R$ 120,00. Em Nova  Andradina  a diferença de preços atinge o índice de 40,00%. O maior preço (R$ 140,00) é cobrado pelo laboratório Analisa enquanto o menor (R$ 100,00), no laboratório da Cassems.

Em Coxim, a  variação é de  34,46%. No laboratório  Exame é realizado por R$ 180,00 e no Pronto Análise por R$ 130,00. Na cidade de Paranaíba, por sinal o segundo menor índice percentual (6,25%), o exame é realizado por  R$ 170,00 no laboratório Palma Melo e por R$ 160,00 no Labpar.

Como nas demais pesquisas realizadas pelo Procon Estadual, esta tem o objetivo de orientar o consumidor a economizar  quando da necessidade de adquirir algum produto ou serviço,  verificando preços em locais distintos e  optando pelo que lhe parecer mais favorável.

Confira pesquisa completa aqui.

Veja também

Associação de cinemas questionava decisões que proibiam empresas de impedir entrada de produtos comprados fora das bombonières

Últimas notícias