Portugal é nova fronteira para sul-mato-grossenses que sonham com vida melhor

De vender todos os móveis até os processos burocráticos de visto, sul-mato-grossenses lutam para ter um futuro melhor em Portugal
| 15/05/2022
- 14:57
Portugal é nova fronteira para sul-mato-grossenses que sonham com vida melhor
Imagem ilustrativa - (Foto: Henrique Arakaki/Jornal Midiamax)

O sonho por uma vida melhor, mesmo que imersa em uma cultura diferente, tem mobilizado muitos sul-mato-grossenses a embarcarem rumo a Portugal. O país é uma das novas fronteiras para quem quer, a qualquer idade, recomeçar. Entre os atrativos, estão oportunidades de trabalho, educação "padrão Europa", saúde pública eficiente e, claro, salário pago em Euro, moeda europeia que vale cerca de 6 vezes mais que o Real.

Os números nacionais dão uma dica da alta procura pelos meios oficiais: de acordo com a Embaixada de Portugal, em Brasília, cerca de 2.690 cidadãos brasileiros estão em busca de visto para todas as categorias, envolvendo trabalho, estudos e reformados no país europeu — isso somente em 2022. Deste número, 2.451 vistos já foram emitidos.

De acordo com o Jornal O público de Portugal, o SEF (Serviço de Estrangeiros e Fronteiras) aponta que o país conta com 210 mil imigrantes este ano, um aumento de 600% se comparado à população de 30 mil imigrantes em 1990.

Quem aposta no sonho de uma vida melhor na terra de Camões é a manicure e profissional da beleza Simone Souza. Ao Jornal Midiamax, ela relata que sair do Brasil sempre foi seu sonho e de seu marido e que, após ver sua amiga se mudando para Portugal, o desejo de ir para o país surgiu. "A vontade se aflorou e a decisão foi de um dia para outro. Acabei abandonando meu curso de técnico de enfermagem para focar na viagem", diz.

Ao tomar a decisão de se mudar para Portugal, a manicure também aponta que se planeja financeiramente para a mudança desde o mês de novembro de 2021. "Vendemos o carro e, em janeiro, compramos as passagens. Aluguei minha casa e vendi todos os meus móveis. Hoje estamos morando na casa do meu pai", explica. Simone pretende realizar sua mudança para o país já neste mês. O esperado é poder trabalhar na área da beleza no país.

Apesar de ser um sonho, Simone explica que a mudança está sendo encarada com mais realidade do que expectativas. "Quero que dê muito certo por lá. Fiquei com bastante receio por conta da guerra [na Ucrânia], mas logo me acalmei e está nas mãos de Deus. Estamos indo com pé no chão, mas espero que essa viagem supere nossas expectativas".

Estudante de Ciências Biológicas, Fabiano da Silva Ribeiro, de 22 anos, também deseja se mudar para Portugal e aponta que o sonho começou quando um de seus amigos se mudou para Algarve, no sul do país europeu, há 6 anos. Recentemente, o amigo o contatou pelas para comunicar que estava trabalhando com pinturas de imóveis para uma imobiliária, área em que Fabiano também atua aqui no Brasil, e conseguiria uma vaga para ele no além-mar.

"Passado três meses, ele me contatou novamente e disse que está tudo certo para eu ir", detalha Fabiano, que também diz que as expectativas para a mudança são altas e agora está na fase de resolver os processos burocráticos como visto e passaporte para então partir.

"As minhas expectativas são enormes, já estou atrás de tudo que precisa para poder partir, basicamente os principais: visto e passaporte, pois a coragem e a vontade de ir já estão prontas desde o primeiro momento", comenta.

Fabiano pretende ir para Portugal assim que acabar sua graduação, o que ocorrerá na metade deste ano. O estudante afirma que a motivação para a viagem é poder aproveitar uma boa oportunidade de trabalho em um setor movimentado do país.

"Poder sair do país e ter a oportunidade de trabalhar em algo que eu já sei, ganhando cinco vezes mais do que eu ganho no Brasil, fazendo as mesmas coisas, já aumenta muito mais a força de vontade para essa realização. E essa oportunidade de trabalho é um ótimo setor, pois inúmeras pessoas se mudam e alugam casas com frequência, seja qual for o país".

Recomeço

A jornalista Juliana Feliz, de 44 anos, mora em Portugal há 3 anos e relata que se planejou durante cerca de 1 ano para a mudança. Os pais de Juliana já moravam no país e, por ter familiares de descendência portuguesa, o acesso à cidadania portuguesa para ela, seu marido e filhos ficou mais fácil.

Após o encerramento de um ciclo de trabalho, Juliana buscou um recomeço em Portugal para ter experiências novas e dar uma "guinada na vida", bem como o desejo de garantir uma educação de qualidade para suas filhas.

A jornalista explica que a escolha de se mudar para Portugal valeu a pena. "Eu agradeço hoje por ter tomado essa decisão de vir para cá".

Entre as vantagens de morar no país, a jornalista cita a segurança, o baixo índice de criminalidade e a saúde pública. "A gente gosta, a gente está bem aqui e estamos há 3 anos. Só voltaríamos ao Brasil por motivos de força maior", comenta.

Com base em sua experiência, Juliana explica que morar em Portugal é uma grande mudança de vida. "Você tem que até aprender a falar português, ou melhor aprender as normas e questões da língua, né? Que são diferentes, a gente fala língua portuguesa, mas existem muitas diferenças e você acaba aprendendo também. Você conhece outra forma de trabalhar, de se relacionar. Tudo é novo".

A jornalista também faz um alerta, dizendo que é necessário grande planejamento, principalmente em relação ao visto. "É preciso ter um visto que realmente te conceda trabalhar (...). Tem que ter um bom aporte financeiro para te dar uma segurança para você poder se manter até que sua documentação esteja ok, até que você consiga trabalhar", aconselha a jornalista.

Como posso conseguir meu visto?

Aos brasileiros, é permitida a entrada de todos os passageiros em Portugal, independentemente de sua origem ou finalidade da viagem, de acordo com a Resolução do Conselho de Ministros nº 41-A/2022, do dia 21 de abril e do Despacho nº 4829-A/2022 do dia 22 de abril deste ano, de acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros português.

Sendo assim, é permitida a entrada por vias aéreas, sem requisitos adicionais, de todos os passageiros que tenham o Certificado Digital Covid da UE, certificado digital reconhecido como equivalente pela Comissão Europeia e o certificado de vacinação ou emitido por país terceiro.

Para estada temporária ou residência em Portugal, é necessário emitir um visto de longa duração que concede a autorização de permanência no país conforme seu motivo pretendido, seja ele de estudo, estágio, trabalho, tratamento médico, entre outros.

O visto de estada temporária permite a entrada para estadas em Portugal por período inferior a 1 ano, que é válido pela duração da permanência e para outras entradas em território português, com prazo para decisão sobre pedido de visto de 30 dias.

Já o visto para obtenção de autorização de residência é válido para duas estadas, por quatro meses, período em que o titular deve solicitar para o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, um título para fixação de residência. O prazo para decisão sobre o pedido de visto de residência é de 60 dias.

Para solicitar seu visto para Portugal é preciso preencher o formulário do Ministério dos Negócios Estrangeiros com algumas informações como nome, data de nascimento, foto, local e país de nascimento, sexo, estado civil, autoridade parental em caso de menores de idade, RG, documento de viagem como passaporte, objetivos da viagem, entre outras.

Veja também

Vacina está disponível em mais de 40 unidades de saúde

Últimas notícias