Cotidiano

No último dia de vencimento em parcela de habitação, moradores reclamam de demora e tumulto

Amhasf informou que descontos serão mantidos devido a falha no sistema

Karina Campos Publicado em 10/01/2022, às 14h30

Com 'calorão', fila longa e demora foi motivo de reclamação.
Com 'calorão', fila longa e demora foi motivo de reclamação. - (Foto: Divulgação/Leitor Midiamax)

Moradores de loteamento lotaram a sede da Amhasf (Agência Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários), em Campo Grande, para tentar pagar o boleto de parcelamento habitacional. Vence nesta segunda-feira (10) o prazo para pagamento, o que acabou gerando maior tempo de espera e tumulto no local.

Relatando a espera de mais de 4 horas na fila sob o ‘calorão’, uma moradora, que preferiu não se identificar, conta que recebeu o boleto na última quinta-feira (6), foi orientada a pagar em qualquer Lotérica, mas o código de barras apresentou defeito e retornou hoje a agência. “Esse boleto a gente não conseguiu pagar em nenhum lugar, por isso viemos aqui. Não teve distanciamento, a fila estava totalmente desorganizada, estávamos sob o sol e com medo de chover”, disse.

A Amhasf esclareceu, em nota, que devido ao grande fluxo de emissões de boletos próximos às datas de vencimento, ocorreu um atraso no envio das informações para o sistema informatizado. Vale ressaltar que embora o vencimento para dia 10, a agência informa que o contribinte tem mais três dias para pagar com desconto. 

“É recorrente a situação em que mutuários deixam para pagar as prestações no dia do vencimento, o que causou a aglomeração na manhã desta segunda-feira, entretanto, a situação já foi normalizada. A Amhasf está providenciando tenda e mais cadeiras para este atendimento atípico ao longo da semana”, comunica a nota.

A agência também ressaltou que os moradores que não conseguiram pagar os boletos por conta da falha no sistema não serão prejudicados. “Serão mantidos os descontos de juros e multas, conforme a situação contratual”.

Jornal Midiamax