IFMS abre 532 vagas de graduação para quem fez Enem desde 2012

As vagas do IFMS são para graduação em 10 municípios
| 06/05/2022
- 10:21
IFMS abre 532 vagas de graduação para quem fez Enem desde 2012
(Foto: Divulgação/IFMS)

O IFMS (Instituto Federal de Mato Grosso do Sul) abriu 532 vagas para graduação em 10 municípios do Estado. Podem concorrer aqueles que participaram Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) desde 2012 e que obtiveram nota acima de zero na prova de redação. Também é necessário ter certificado de conclusão do ensino médio ou equivalente até a data da matrícula, prevista para a segunda quinzena de junho.

As vagas em de graduação são para os campus de Aquidauana, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Dourados, Jardim, Naviraí, Nova Andradina, Ponta Porã e Três Lagoas, com ingresso no 2° semestre.

Quais cursos do IFMS estão com vaga?

Há opções em cursos de bacharelado para agronomia, arquitetura e irbanismo, engenharia da computação, engenharia de controle e automação, engenharia civil, engenharia elétrica, engenharia mecânica e engenharia de pesca, bem como licenciatura para computação e química e tecnologia em alimentos, análise e desenvolvimento de sistemas, gestão do agronegócio, jogos digitais, processos metalúrgicos, produção de grãos, redes de computadores e sistemas para Internet). 

Tanto as quanto os cursos são inteiramente gratuitos. O edital de abertura, com as normas do processo seletivo, está publicado na Central de Seleção do IFMS.

Inscrições 

As inscrições, devem ser feitas entre 9 e 20 de maio, na Página do Candidato. O interessado deve informar um endereço de e-mail válido para que o IFMS envie tanto o comprovante de inscrição quanto eventuais informações relativas ao processo seletivo.

No ato da inscrição, também é preciso autorizar a consulta do resultado obtido no Enem junto ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Por isso, é obrigatório que a inscrição seja feita utilizando o Cadastro de Pessoa Física (CPF) do próprio candidato.

Seleção 

Será feita utilizando a maior nota obtida pelo candidato dentre as edições do Enem consideradas. A nota total é o somatório das diferentes áreas do conhecimento (linguagens, códigos e suas tecnologias; matemática e suas tecnologias; ciências da natureza e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias) e da redação.

Os pesos por área de conhecimento para o cálculo da nota total de cada um dos cursos ofertados consta no item 5 do edital de abertura do processo seletivo.

Veja também

Últimas notícias