Homem faz teste de covid em unidade de saúde, não recebe resultado e teme perder o emprego

A enteada relata que Carlos José necessita apresentar o resultado do exame para voltar a trabalhar
| 15/02/2022
- 20:48
Segundo a SES
Segundo a SES, amostra enviada ao Lacen (Laboratório Central de Saúde Pública de MS) não obedeceu aos critérios para análise. - Arquivo/Midiamax

Após sentir sintomas de covid, o pedreiro Carlos José Albuquerque foi a UBS Tiradentes realizar um teste na última quarta-feira (9). Ao realizar o teste, a orientação que foi repassada é de que o resultado sairia em 4 ou 5 dias. O prazo já passou e ele ainda não teve acesso ao resultado do teste. 

A estudante de psicologia e enteada de Carlos, Viviane da Cunha, relata que sua mãe também fez o teste e positivou, no entanto, o resultado do exame do padrasto ainda não foi divulgado. A estudante aponta que o pedreiro precisa do resultado para apresentar para a empresa em que trabalha, e que Carlos teme em perder seu emprego. "Ele precisa voltar a trabalhar, amanhã é dia dele voltar e aí ele vai voltar sem o resultado e [quando] chegar lá vão mandar ele voltar porque já foi falado que é preciso levar o resultado e o resultado não sai". 

Em nota, a (Secretaria Municipal de Saúde) informou que o exame é processado pelo Governo do Estado, através do LACEN (Laboratório Central de MS). A justificativa da demora é o alto número de exames a serem analisados, no entanto a secretaria municipal esclarece que uma devolutiva oficial deve ser requerida à SES. Em consulta ao sistema, consta que a análise do exame de Carlos ainda está em processamento. 

Conforme a SES (Secretaria de Estado de Saúde), a amostra enviada ao Lacen (Laboratório Central de Saúde Pública de Mato Grosso do Sul) não obedeceu aos critérios para análise. Um comunicado foi enviado no dia 10 de fevereiro à Secretaria Municipal de Saúde de Campo Grande solicitando que nova amostra fosse colhida no paciente. Até o momento, o Lacen aguarda o envio de nova amostra pela Sesau.

WhatsApp: fale com os jornalistas do Midiamax

O leitor enviou as imagens ao do Jornal Midiamax no número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total sigilo garantido pela lei.

Veja também

Afirmação foi feita durante o Décimo Fórum Jurídico de Lisboa

Últimas notícias