Cotidiano

Fiação furtada continua prejudicando atendimento para pacientes covid-19 na UBS Serradinho

Reparos na unidade continuam sendo feitos, mas ainda não foram concluídos

Karina Campos Publicado em 11/01/2022, às 17h28

Embora problema, atendimento segue normalmente na unidade.
Embora problema, atendimento segue normalmente na unidade. - (Foto: Leonardo de França)

O furto da fiação elétrica na Ubsf (Unidade Básica de Saúde da Família) Serradinho, continua trazendo frustrações para quem busca atendimento médico na unidade, principalmente, para pacientes sintomáticos respiratórios. Ainda nesta terça-feira (11), o energia elétrica atrapalha parcialmente os serviços.

Moradores da região enviaram a denúncia relatando o problema, a reportagem esteve na unidade e foi informada que algumas salas estão sem energia ou com a luz oscilando, porém, nenhum atendimento foi prejudicado gravemente e segue dentro da normalidade. “Fui atendida e nem percebi o problema”, disse uma moradora que preferiu não se identificar.

Embora já tenha sido adotado para amenizar a proliferação de vírus, os

[Colocar ALT]
Fiação da rede telefônica e internet. (Foto: Leonardo de França). 

pacientes de atendimento para covid-19 e demais doenças sintomáticos respiratórias, aguardavam na área externa da unidade, aproveitando a luz do dia.

Em nota, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), informou que os reparos da UBSF estão dentro das prioridades, buscando resolver o mais rápido possível o problema. Equipes de manutenção estiveram na segunda-feira (10), mas não conseguiram finalizar os trabalhos, devendo retornar na unidade.

“Porém os serviços no local continuam acontecendo normalmente, sendo parcialmente prejudicado apenas o setor que atende aos pacientes sintomáticos respiratórios, ainda assim, o atendimento é mantido”, comunica a nota.

Problema corriqueiro

A fiação da UBSF Serradinho foi levada no fim do ano passado, no dia 28 de dezembro, obrigando o atendimento a ser suspenso, ainda preocupando com risco da perda de medicamentos, inclusive, da vacina contra a covid-19.

O furto de fios da elétrica e de iluminação pública tem se tornado crime recorrente em unidades de saúde do município. Os ladrões miram no cobre, que é um dos materiais da fiação, revender em sucatarias.

Jornal Midiamax