Escola suspende aula e libera estudantes após anúncio de massacre em Campo Grande

Polícia Militar foi acionada e pais se apressaram para buscar os filhos na escola
| 26/05/2022
- 15:48
Escola suspende aula e libera estudantes após anúncio de massacre em Campo Grande
Foto: Leonardo de França, Midiamax

Após o alerta de possível massacre na Escola Estadual Ada Teixeira, no Nova Lima, em Campo Grande, a direção liberou os alunos e suspendeu as aulas nesta quinta-feira (26). Orientada pela SED (Secretaria de Estado de Educação), a chamou reforço policial e liberou os alunos acompanhados dos pais.

Conforme um pai de estudante, de 34 anos, foi a escola que avisou sobre o risco de atentado na escola e pediu para que ele buscasse a menina imediatamente na escola. “Ela viu uma publicação na internet e me avisou. Já nos avisaram que é fake, mas mesmo assim estão dispensando os alunos”, comentou.

Com matriculado no colégio, uma mãe, de 42 anos, disse que foi alertada por uma funcionária da escola. “Ela me ligou e disse sobre esse aviso que fizeram nas redes sociais. Na hora eu saí correndo para buscar meu filho. Foi avisado que seria por volta do horário do intervalo”, disse à reportagem.

A Polícia Militar permanecia no local acompanhando a situação. As liberações dos alunos aconteciam mediante a presença dos pais ou responsável. A informação seria que a partir das 15h30 as aulas prosseguiriam e há a possibilidade de suspensão da aula nesta sexta-feira (27).

Ameaça de massacre em colégio
Aviso de atentado foi feito nas redes sociais | Foto: reprodução

Em nota, a SED confirmou a ameaça e como age nessas situações. Confira a nota:

"A Secretaria de Estado de Educação (SED) informa que a direção da Escola Estadual Professora Ada Teixeira dos Santos Pereira, localizada em Campo Grande, recebeu uma ameaça anônima, via rede social, acerca de um possível atentado que ocorreria na tarde desta quinta-feira, dia 26 de maio.

Conforme orientada pela SED, em situações como esta, a unidade escolar solicitou o reforço no policiamento para a sequência das atividades e registrou Boletim de Ocorrência. A SED acompanha os desdobramentos do ocorrido por intermédio da Coordenadoria de Gestão Escolar (Coges).

Para prevenir ações que resultem em brigas e/ou agressões no ambiente escolar, bem como situações de ameaças e supostas ameaças, a SED, por intermédio da Coordenadoria de Psicologia Educacional, disponibiliza um conjunto de orientações, manuais e ações pontuais, sobre procedimentos e encaminhamentos, bem como a Rede de Atendimento pode ser acionada diante dos diferentes contextos observados no ambiente escolar".

Veja também

Em mais um dia de tensões domésticas e internacionais, o dólar superou a barreira de...

Últimas notícias