Dia do Trabalhador: Desde 2020, Funsat encaminhou mais 31 mil pessoas para emprego formal

Campo Grande registrou aumento de 92% de pessoas para o mercado de trabalho em dois anos
| 01/05/2022
- 10:01
emprego Funsat
Confira as vagas oferecidas pela Fundação hoje (25): - (Imagem ilustrativa | Foto: Divulgação/PMCG)

No Dia do Trabalhador, comemorado neste domingo (1°), a Prefeitura de Campo Grande, através da Funsat (Fundação Municipal do Trabalho), divulgou balanço do encaminhamento dos moradores ao mercado de trabalho. Desde 2020, cerca de 31 mil pessoas foram encaminhada para um emprego formal com carteira assinada.

O levantamento aponta que, após o período de alta restrição da pandemia, só em 2021, foram 21.661 pessoas procuraram a Agência de Emprego da buscando oportunidades, Nes período, 4.649 novas de trabalhadores foram inseridas no sistema de intermediação entre empregador e novo empregado, 11.981 vagas captadas e 20.139 encaminhamentos para entrevista.  

Para oportunizar a geração de emprego e a capacitação no município, programas e mais de 50 projetos estão em andamento, um deles é o novo Prodes (Programa de Incentivos para o Desenvolvimento Econômico e Social), que tem expectativa de atender 90 mil pessoas entre micro e pequenos empresários.

Outro exemplo, o Programa Municipal de Microcrédito Popular, denominado “Programa Avançar”, destinou R$ 4 milhões de recursos do tesouro municipal, para fomentar o empreendedorismo e, por sua vez, avançar nas atividades para a retomada do crescimento da economia.

A fundação realiza ações itinerantes em diversas regiões da Capital. São oferecidos orientações aos empregadores e empregados, qualificação profissional, intermediação de vagas de emprego, emissão de carteira de trabalho e outros serviços. O gráfico das ações aponta que o número de encaminhamentos saltou 92% de 2020 para 2021.

funsat

Em uma das ações da Funsat Itinerante, realizada na Vila Nasser, a Prefeitura encaminhou muitas pessoas ao mercado de trabalho, entre elas a Ivanete Benites, de 34 anos. Mãe de dois filhos pequenos, ela tinha acabado de ser despejada de sua moradia e ao procurar atendimento por meio do projeto da fundação, saiu de lá com um emprego garantido em um atacadista.

“Eu cheguei aqui [na ação] aflita e até chorando, mas no fundo eu sabia que iria conseguir um emprego. Minha fé e a boa vontade de todos em me ajudar fizeram a diferença, estou empregada”.

Pedro Henrique Silva do Nascimento, de 34 anos, pai de uma filha, é outro exemplo de trabalhador que saiu de uma ação da Prefeitura empregado. As seleções desta vez estavam sendo realizadas no Residencial Oliveira. Segundo Nascimento, a contratação mudou a vida dele.

“Sou carioca, já estava há quase dois anos sem um trabalho formal [com carteira assinada]. Assim que cheguei fiquei sabendo da ação. Fui até a ação e consegui uma entrevista ali mesmo no local e graças a Deus foi tudo muito rápido, organizado. Em alguns minutos já estava assinando as documentações para contratação. Estava ciente que dali eu sairia empregado e assim resolveria boa parte dos meus problemas”, contou.

Vale lembrar que a fundação também oferece cursos profissionalizantes e de capacitação gratuitos, desde 2017 até março deste ano já foram ministrados 232 cursos e quase cinco mil pessoas certificadas.

 “Logo que começou a pandemia, em 2020, a Prefeitura de Campo Grande adotou uma postura firme tanto na questão sanitária quando nas ações mais efetivas, para enfrentar a crise que se anunciava. Em 2020 criamos a Funsat Itinerante em parceria com todas as secretarias e a iniciativa privada. Percorremos bairros e as sete regiões da nossa capital, de modo que em 2021, o efeito dessas ações e medidas trouxeram resultados positivos à economia local”, explicou o diretor-presidente da Funsat, Luciano Martins.

Veja também

O Sampaio Corrêa segue invicto no Estádio Castelão, em São Luís (MA), pela Série B...

Últimas notícias