Com 500 atendimentos por mês, GAV é refúgio para quem busca palavra amiga no desespero

Voluntários em grupo se disponibilizam para dar apoio emocional por telefone e evitar que pessoas cometam suicídio
| 12/05/2022
- 18:46
Com 500 atendimentos por mês, GAV é refúgio para quem busca palavra amiga no desespero
Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Em um momento de sufoco, angustia, com sentimento reprimido, muitas pessoas passam por momentos difíceis e veem uma saída no suicídio para os problemas. Em meio a esse caminho, existem pessoas que, no acolhimento da palavra, ajudam a salvar vidas. Os voluntários do GAV (Grupo Amor Vida), atende e ajuda mais de 500 pessoas por mês oferecendo diálogo e uma ‘palavra amiga’ para quem se vê perdido.

Segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), em 2017, no mundo, cerca de 800 mil pessoas tiraram a própria vida. No Brasil, o óbito por suicídio chegou, em média, há 11 mil por ano, o que equivale a 30 mortes por dia. O estado de Mato Grosso do Sul, tanto entre homens quanto mulheres, está com taxas de mortalidade por suicídio acima da média nacional, ficando em terceiro lugar, no ranque de suicídios.

Uma das opções disponíveis no Estado de MS é o serviço de apoio emocional prestado gratuitamente pelo Grupo Amor Vida (GAV). Trata-se de um serviço através do qual as pessoas em crise emocional tem a oportunidade de desabafar com um dos voluntários atendentes, de forma anônima e com garantia de sigilo e de que não será discriminada, julgada.

O GAV presta um serviço de apoio emocional e prevenção ao suicídio por meio de ligações telefônicas oferecidas para todas as pessoas que queiram e precisam conversar. O atendimento é realizado por voluntários não remunerados que passam por um rigoroso curso de formação e treinamento para aprender a ouvir empaticamente.

O voluntário interage emocionalmente com o atendido sem direcionar as suas escolhas, respeitando os valores e princípios éticos da entidade.

"A pessoa em crise frequentemente se isola e não procura ajuda ou finge estar bem. Isto ocorre por temer ser julgada e rejeitada. Nós oferecemos a ela a oportunidade de ser ouvida com garantia do anonimato, do sigilo e de que não será julgada", disse em nota o Grupo.

A pessoa que está mal e com pensamentos suicídas pode entrar em contatos pelos números do GAV:

  • (67) 3383-4112 (fixo)
  • (67) 9 9973-8682 (Vivo)
  • (67) 9 9266-6560 (Claro)

Para a realização dos atendimentos, o GAV disponibiliza de uma linha gratuita sem identificador de chamadas, garantindo o sigilo e anonimato aos atendidos. As ligações podem ser realizadas de segunda a domingo, das 07:00 às 23:00h, por meio do telefone: 0800 750 5554.

Veja também

A PMA (Polícia Militar Ambiental de São Gabriel do Oeste captura serpente em ferro velho...

Últimas notícias