Após intensa seca, rio Paraguai atinge nível de 3,1 metros e amplia capacidade de navegação

Carregamentos na região estão sendo acelerados para aproveitar navegabilidade no rio
| 17/06/2022
- 07:49
Após intensa seca, rio Paraguai atinge nível de 3,1 metros e amplia capacidade de navegação
Nível do rio Paraguai aumentou na última semana - Subcom

A capacidade de navegação no rio Paraguai foi ampliada, depois do nível do rio atingir no início desta semana, 3,1 metros, após intensa seca. Com a falta de chuvas na região no ano passado, a navegabilidade para transporte aquaviário foi paralisada em Mato Grosso do Sul.

Os carregamentos estão sendo acelerados para aproveitar o nível navegável do Rio Paraguai previsto para até o mês de setembro. Dois comboios de barcaças transportam 60 mil toneladas mensalmente em direção aos terminais argentinos e uruguaios, onde é feito o translado.

Segundo registro da Antaq (Agência Nacional de Transportes Aquaviários), Mato Grosso do Sul registrou movimentação de 1,4 milhão de toneladas de cargas pelos portos estaduais, no primeiro quadrimestre do ano. O destaque foi o minério de ferro com 1,3 milhão de toneladas, seguido por sementes e outros grãos e ferro fundido. O volume ainda é inferior ao ano passado em torno de 10%, mas já sinaliza uma melhora nas condições da via de escoamento.

O minério de ferro liderou em termos de mercadorias na pauta de exportações do Estado pela hidrovia. No início deste mês uma nova empresa de mineração de , a MPP (Mineração Pirâmide e Participações) realizou suas exportações para a Europa pelo porto da Granel Química, em Ladário, onde é intensa a movimentação noturna de máquinas e caminhões.

De acordo com o secretário de Produção, Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Verruck, a hidrovia é um canal fundamental e estratégico na logística de Mato Grosso do Sul. "Para a Bolívia a hidrovia garante todo o fluxo de e importação de Santa Cruz de La Sierra. Já em Corumbá, após os problemas do ano passado, nós sentimos uma retomada no transporte”.

Ainda conforme Verruck, de 2015 a 2016 foi criado um programa para estimular a construção de novos portos dentro do Programa de Apoio à Exportação pela hidrovia do Paraguai. “Se formos observar os sistemas, Mato Grosso do Sul tem esta disponibilização de transporte de Corumbá até Nueva Palmira na Argentina. Além do apelo turístico. Estamos falando aqui principalmente de transporte", enfatizou.

De acordo com boletim da Sala de Situação do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul), no dia 14 o nível do rio Paraguai em Ladário estava em 2,53 metros, em Porto Esperança em 1,82 mt e em Porto Murtinho chegou a 3,13 metros.

Veja também

Com carga horária de 160h, estudantes receberão auxílio alimentação e transporte

Últimas notícias