O Corredor Gastronômico, Turístico e Cultural da Rua da Divisão ainda está em fase de estudo para implantação pela Prefeitura de Campo Grande, porém, na prática, o local já é bem estruturado e bastante popular na região do Parati, em Campo Grande.

Ao longo 260 metros de comprimento, a principal via do Parati conta com uma diversidade de estabelecimentos gastronômicos, que vão desde pizzarias a açaís. Moradores da região, Rodrigo Monteiro, de 45 anos, e Rosemeire dos Santos, de 33, são frequentadores assíduos do futuro corredor.

“Já é muito bom”, conta Rosemeire, que é operadora de caixa. “Já está melhorando e vai ficar ainda melhor”, complementa o topógrafo Rodrigo. Eles saem para comer fora pelo menos três vezes por semana e sempre procuram a diversidade da Rua da Divisão.

personagem
Rodrigo é frequentador dos estabelecimentos do Rua da Divisão (Nathalia Alcântara/ Jornal Midiamax)

Bem estruturado e famoso na região

Os investimento da implementação de um corredor na rua vai levar melhora no paisagismo, infraestrutura dos passeios públicos e ordenamento do trânsito, para deixar o local mais atrativo para os clientes – grande parte da região do Parati.

Apesar disso, a popularidade do local na região já proporcionou um organismo estruturado e famoso regionalmente, principalmente por ser popular e ter preços acessíveis a todos. “Estamos na expectativa. É um projeto bem antigo. Nós já temos um movimento bem grande e esperamos que vai aumentar”, disse o empresário Beto Leal ao Jornal Midiamax.

Há 4 anos no local, ele e a mulher, Cristiane de Lima, já são consolidados no ponto e 80% da clientela mora na região. “Bastante famílias vem até aqui. Nós somos um dos únicos estabelecimentos com espaço Kids”, relata Cristiane.

empresários
Casal de empresários (Foto: Nathalia Alcântara/ Jornal Midiamax)

O movimento no espaço começa às 19h e entra a madrugada, indo até 1h30 da manhã aos fins de semana. “Esse é um horário que o pessoal está saindo da balada e procura algo para comer”, ressalta Beto.

No canteiro

Os empresários Valdenir Vieira de Melo e Hugo Fabiano de Souza têm um espetinho bem popular logo no começo do canteiro da Rua da Divisão. Há 4 anos no local, a dupla de sucesso espera continuar no ponto após a implantação do Corredor Gastronômico.

“Não sei se vão nos tirar daqui ou não, mas a gente quer continuar aqui [no canteiro]. A gente já tem nossa clientela e vem bastante gente de outras regiões para comer com a gente”, disse Valdenir ao Jornal Midiamax.

espetinho
Espetinho famoso fica no canteiro da rua (Foto: Nathalia Alcântara/ Jornal Midiamax)

Quando o sol ainda está no céu, por volta de 16h, os empresários já começam a assar os espetinho. O cheiro não passa despercebido por quem está na via.

O comerciante Roberto César, de 40 anos, tem um comércio no Bairro Aero Rancho, mas mora na Vila Albuquerque, em Campo Grande. Ele precisa passar pela Divisão para ir embora e para no espetinho pelo menos duas vezes na semana.

Futuro corredor gastronômico

O Corredor Gastronômico da Avenida Bom Pastor é o único já implementado em Campo Grande e está com obra anunciada. Porém, a Capital também tem outros corredores com Lei Autorizada.

corredor gastronômico Parati
Projeto para implantação de Corredor Gastronômico na rua da Divisão está em estudo (Foto: Nathalia Alcântara/ Jornal Midiamax)

Segundo o secretário Adelaido Vila, da Sidagro (Secretaria Municipal de Inovação, Desenvolvimento Econômico e Agronegócio), a prefeitura montou em fevereiro de 2022 um grupo técnico com o objetivo de regulamentar a implantação dos corredores. Esse grupo também é o responsável por identificar potenciais corredores na cidade.

“Todas aquelas propostas de corredores gastronômicos estão sendo analisadas. Tem uma equipe indo a campo fazendo visitação, levantando informação, analisando as potencialidades de cada região indicada”, disse o secretário ao Jornal Midiamax, que adiantou que os relatórios devem ficar prontos ainda em novembro.