Manifestantes ocuparam os Altos da Avenida Afonso Pena, na manhã deste domingo (17), em , para manifestar a insatisfação com o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).  Cerca de 300 carros fizeram uma em direção ao centro da cidade. Os manifestantes usavam máscaras e estavam em seus respectivos carros para evitar aproximação.

Conforme um dos organizadores, Vilson Gimenez, de 48 anos, um dos motivos para a manifestação seria a desaprovação do presidente diante da Coronavac, vacina desenvolvida em parceria com o Instituto Butantan e a empresa chinesa Sinovac, para conter a do . A Anvisa discute neste domingo sobre o uso emergencial da vacina no país.

“Ele está protelando a vacinação da população, o brasil está sem comando. Estamos aqui para mostrar a nossa indignação pelos milhares de mortos, Não queremos mais esse governo para o Brasil”, disse à reportagem, afirmando que a vacina será extremamente importante ao país.

O trabalhador ambulante, Rummenigge Overixi, disse que acordou cedo para ir até o local vender as bandeirinhas do país aos manifestantes e reclamou do atual cenário econômico do Brasil. “Está tudo muito difícil. A vacina não libera logo, precisamos voltar ao normal. Tem tanta gente parada há tanto tempo, muita gente sem emprego, precisamos trabalhar”, disse.