Cotidiano

Tempestade com granizo derruba árvores, postes e deixa moradores sem energia há 48h em Três Lagoas

Árvores interditaram ruas e caíram sobre casas, deixando uma moradora desabrigada

Mylena Rocha Publicado em 11/10/2021, às 09h44

Chuva derrubou árvores e deixou uma senhora desabrigada.
Chuva derrubou árvores e deixou uma senhora desabrigada. - Divulgação/Defesa Civil de Três Lagoas

A tempestade causou uma série de estragos na cidade de Três Lagoas neste fim de semana. O município registrou acumulado de 61 mm no sábado (9) e domingo (10), conforme informações da Estação Meteorológica Uniderp. O temporal derrubou árvores e postes, deixando moradores sem energia elétrica por quase 48 horas na cidade.

[Colocar ALT]
Houve formação de cratera próximo à ponte. (Foto: Divulgação/Defesa Civil)

O diretor da Defesa Civil Municipal, Welton Alves da Silva, explica que o temporal durou o fim de semana inteiro e causou muitos estragos. Mesmo na manhã desta segunda-feira (11), o município continua recebendo chamados dos moradores, principalmente relacionados a quedas de árvores.

“As árvores caíram em cima de residências, fecharam vias. Estamos com a nossa equipe nas ruas, para fazer a poda e a retirada”, afirma. Ele ainda cita que a cidade registrou queda de granizo e houve a formação de uma cratera próxima a uma ponte.

Silva relata que foram registrados mais de 200 chamados para falta de energia elétrica. Muitos moradores foram afetados com destelhamentos ou estragos causados pelas quedas as árvores, mas a maioria optou por não deixar a casa. Para auxiliar, o município providenciou lonas e colchões para as famílias impactadas.

Contudo, uma idosa teve que sair de casa por conta do temporal. “Teve uma senhora que a árvore caiu sobre a casa dela, então ela teve que sair e foi encaminhada para a Assistência Social. Mas, acontecera várias situações de a gente ter que levar lona, colchão”, conta.

O diretor da Defesa Civil ainda cita que moradores ficaram sem energia por muito tempo. Agora, a maioria já teve o fornecimento restabelecido, mas ainda há casos isolados de moradores que continuam ‘no escuro’. “Há casas sem energia desde sábado, mas são fatos isolados”.

[Colocar ALT]
Balneário sofreu vários danos durante temporal. (Foto: Divulgação/Defesa Civil)

Balneário interditado

Nem o balneário da cidade saiu ileso do temporal. A chuva forte com vento e granizo causou sérios danos a um dos pontos turísticos da cidade. Por conta dos estragos, o balneário ficará fechado para reparos.

O secretário da pasta de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Toniel Fernandes, relata que o local teve telhas e a fachada da recepção arrancadas, além da queda de muitas árvores e rompimento de um cabo de alta tensão. “Desse modo, fica impossível conseguirmos realizar os reparos rapidamente, até porque a chuva continua, o que dificulta ainda mais o trabalho”, disse.

Com a queda do cabo de energia, tanto o Balneário quanto estabelecimento e residências próximas estão sem fornecimento de energia; no entanto a Elektro, companhia responsável pela distribuição de energia da região, já está se empenhando em realizar a reconexão e normalizar o serviço.

Jornal Midiamax