Cotidiano

Servidores federais da educação em MS participam de mobilização contra a reforma administrativa

Grupos estão em Brasília para pressionar parlamentares contra a PEC 32

Gabriel Maymone Publicado em 15/09/2021, às 11h38

Mobilização de servidores em Brasília
Mobilização de servidores em Brasília - Fonasefe

Integrantes do Sista (Sindicato de Trabalhadores em Educação da Fundação Universidade Federal de MS e Institutos Federais de MS) participam de mobilização em Brasília contra a PEC 32, da reforma administrativa.

Conforme Waldevino Basílio, coordenador do SISTA/MS, os servidores devem se unir na pressão virtual sobre os deputados e senadores nas redes sociais. Segundo ele, os servidores podem ter prejuízos, caso a proposta seja aprovada pelo Congresso.

Delegações de várias regiões do país começaram a chegar a Brasília e, na terça, houve pressão aos parlamentares no aeroporto para se posicionarem contra a proposta, com distribuição de folhetos explicando os prejuízos que a reforma administrativa pode acarretar aos servidores.

De acordo com o sindicato, os prejuízos são referentes a direitos adquiridos pelos servidores, por exemplo: acaba com adicionais referentes a tempo de serviço; extingue aumento de remuneração ou de parcelas indenizatórias com efeitos retroativos; e acaba com a licença-prêmio, licença-assiduidade ou outra licença decorrente de tempo de serviço. 

Jornal Midiamax