Cotidiano

Governo define nesta quinta se volta às aulas na rede estadual de MS será híbrido

A três dias do início do ano letivo, a SED (Secretaria Estadual de Educação) indicou que define nesta quinta-feira (25) sobre o formato das aulas na rede estadual de ensino em Mato Grosso do Sul. “A decisão será divulgada até o final da tarde”, pontuou a pasta. Na segunda-feira (22), a secretária de educação, Maria […]

Gabriel Maymone Publicado em 25/02/2021, às 10h06 - Atualizado às 11h55

SED define nesta quinta-feira (25) formato das aulas em MS. (Foto: Divulgação)
SED define nesta quinta-feira (25) formato das aulas em MS. (Foto: Divulgação) - SED define nesta quinta-feira (25) formato das aulas em MS. (Foto: Divulgação)

A três dias do início do ano letivo, a SED (Secretaria Estadual de Educação) indicou que define nesta quinta-feira (25) sobre o formato das aulas na rede estadual de ensino em Mato Grosso do Sul. “A decisão será divulgada até o final da tarde”, pontuou a pasta.

Na segunda-feira (22), a secretária de educação, Maria Cecília Amendola de Motta, disse que a SED não tem autonomia para, sozinha, autorizar ou não o retorno presencial, híbrido ou remoto, dos 194,7 mil alunos em 347 escolas estaduais. Mas, apenas apresentar um manual de biossegurança para opção de retornar às salas de aula.

“Reforçamos que a rede de ensino está pronta para iniciar (ano letivo), o comitê, analisa se pode abrir cinema, comércio, clube, boate. Esse grupo que irá nos dizer se podemos ou não voltar a. o que fazemos é contar para esse grupo como é que estamos nos organizando para eles tomarem a decisão”, disse.

1ª semana do ano letivo

Apesar de ainda não ter uma definição sobre como será o retorno, a SED já cravou que a primeira semana de aula deverá ser de ‘tira dúvidas’ e orientações de biossegurança. Assim, as aulas só devem começar, de fato, no dia 8 de março.

De acordo com o superintendente de Políticas Educacionais, Hélio Daher, o Conselho de Diretores optou para que o retorno de alunos com o ambiente escolar seja para orientar o que deverá ser feito conformo protocolo de volta às aulas, estabelecido com apoio da SES (Secretaria Estadual de Saúde) e Vigilância Sanitária.

“A proposta dos diretores é que nesta primeira semana, possamos ter um tempo para esclarecer a comunidade, principalmente aos estudantes, de como vai funcionar o retorno híbrido, presencial e remoto em revezamento, pois há uma séria de regramento de protocolos”, disse.

Ano letivo

Jornal Midiamax