Cotidiano

Secretarias se reunem para traçar plano de segurança e agilidade no transporte da vacina contra coronavírus em MS

Mesmo sem uma data definida e aguardando o posicionamento do Ministério da Saúde, representantes da SES (Secretaria Estadual de Saúde) e Sejusp (Secretaria Estadual da Justiça e Segurança Pública), se reuniram na tarde desta quarta-feira (6) para traçar um plano estratégico e alinhamento para a distribuição da vacina contra a Covid-19 para os 79 municípios […]

Karina Campos Publicado em 06/01/2021, às 17h31

Secretarias se reuniram na tarde desta quarta-feira (6). (Foto: Divulgação/Governo do Estado)
Secretarias se reuniram na tarde desta quarta-feira (6). (Foto: Divulgação/Governo do Estado) - Secretarias se reuniram na tarde desta quarta-feira (6). (Foto: Divulgação/Governo do Estado)

Mesmo sem uma data definida e aguardando o posicionamento do Ministério da Saúde, representantes da SES (Secretaria Estadual de Saúde) e Sejusp (Secretaria Estadual da Justiça e Segurança Pública), se reuniram na tarde desta quarta-feira (6) para traçar um plano estratégico e alinhamento para a distribuição da vacina contra a Covid-19 para os 79 municípios de Mato Grosso do Sul.

De acordo com o secretário estadual da Saúde, Geraldo Rezende, o PNI (Plano Nacional de Imunização), deve nortear as secretarias que esperam as vacinas solicitadas. Serão cerca de 700 mil doses pedidas para o Estado. “Com apoio das forças de segurança pública, o setor de saúde irá agir para que as vacinas cheguem de forma segura e célere a todos os municípios do Estado”, disse

O plano pretende otimizar o tempo de distribuição das doses e dar início a vacinação conforme a logística e grupo prioritários. Segundo o diretor de Saúde e assessor técnico do Corpo de Bombeiros Militar na SES, coronel Marcello Fraiha, a carga que deve chegar será de alto custo e grande demanda, por isso exigirá monitoramento.

“O CBMMS emprega o Sistema de Comando de Incidentes, que é uma ferramenta de gerenciamento de incidentes padronizada, para todos os tipos de sinistros e eventos, que permite a seu usuário adotar uma estrutura organizacional integrada para suprir as complexidades e demandas de incidentes únicos ou múltiplos, independente das barreiras jurisdicionais”, finaliza.

Jornal Midiamax