Cotidiano

Secretaria denuncia golpe contra médicos e dentistas usando ‘Cadastro de Vacinação’

Secretaria Municipal de Saúde de Três Lagoas e o CRO-MS advertiram para ação de golpistsa usando código para tomar WhatsApp de vítimas

Humberto Marques Publicado em 28/04/2021, às 18h27

Golpe clona telefones das vítimas
Golpe clona telefones das vítimas - Arquivo/Midiamax

A Secretaria Municipal de Saúde de Três Lagoas –a 338 km de Campo Grande– denunciou nesta quarta-feira (28) a ocorrência de um golpe que está chegando em médicos e dentistas, citando um suposto cadastro de vacinação. Os autores usam o artifício para clonar os telefones celulares das vítimas a partir do WhatsApp.

A Diretoria de Vigilância Sanitária do município solicitou que a população fique atenta ao modo de atuação dos criminosos. O CRO-MS (Conselho Regional de Odontologia) informou que supostos representantes da Vigilância Sanitária contatam os consultórios e confirmam dados do profissional para, a seguir, enviarem código que permite a clonagem, informando ser o protocolo de atendimento.

Ao informarem o código, as vítimas têm o telefone clonado.

O diretor da Vigilância Sanitária de Três Lagoas, Cristovam Bazan, confirmou que se trata de golpistas se passando pela Vigilância Sanitária Municipal ou Estadual alegando possível irregularidade nos consultórios ou pelo Centro Nacional de Vacinação para falso cadastro.

“Orientamos aos profissionais que receberem qualquer tipo de mensagem com esta procedência que bloqueiem o número e, se possível, façam um Boletim de Ocorrência, pois trata-se de golpe”, disse. O CRO-MS solicitou atenção aos profissionais e recomendou fazer autenticação em dois fatores no WhatsApp para reforçar a segurança.

Jornal Midiamax