Cotidiano

#Retrospectiva 2021: O que há para comemorar em 2021? Veja histórias de quem é grato pelo ano que passou

Cura de doença, emprego novo, aposentadoria, casamento; 2021 também foi ano de muitas celebrações

Lucas Mamédio Publicado em 25/12/2021, às 08h00

Bruna se curou do câncer em 2021
Bruna se curou do câncer em 2021 - (Foto: Arquivo Pessoal)

O que há para se queixar de 2021? Essa pergunta é tão fácil de responder que parece até piada. Ora, quantas pessoas perdemos, quantos empregos se foram, quantos amigos e familiares deixamos de ver, quantas festas deixamos de ir, enfim, são tantas reclamações que nem conseguimos elencar direito.

Porém, 2021 não foi majoritariamente ruim, muito pelo contrário, para muitas pessoas, depois de um 2020 desastroso, quando não sabíamos como lidar com a pandemia direito e não havia perspectiva de vacina, este ano foi muito bom.

O Midiamax, então, foi atrás de pessoas que têm muito a comemorar em 2021, mesmo sendo um dos períodos mais difíceis de nossa história recente.

[Colocar ALT]
 Rosilene Cristaldo é grata pela saúde (Foto: Leonardo de França)

Hoje com 30 anos, Bruna Thamires França da Silva, descobriu aos 29 que tinha câncer de mama. Segundo ela, no começo teve muito medo e insegurança do desconhecido, porém sempre encarou o tratamento com pensamentos positivos. Bruna é grata porque foi curada do câncer de mama, e agora somente faz acompanhamento a cada seis messes com oncologista e uso de medicação diária.

“Nesse ano de 2021 não foi fácil, porém  sou grata por ter retornado ao meu trabalho,  pela 3ª dose da vacina do Covid que pude tomar esse ano e estou imune, sou grata pela minha saúde,  pela minha família, por aos poucos estar conquistando meus sonhos”.

Ter saúde, a propósito, parece ser, por conta do contexto, uma das principais comemorações das pessoas. A vendedora Rosilene Cristaldo, de 49 anos, conta que 2021 foi um ano ótimo em sua vida.

“O principal que eu tenho a comemorar é a saúde que e eu meus familiares mantivemos. Lá em casa todo mundo pegou Covid, mas ninguém ficou mal ou teve sequela, graças a Deus”, disse ela.

Rosilene conta que ficou 2020 inteiro com medo de perder o emprego, mas felizmente conseguiu mantê-lo. “Acho que o que mais tenho que fazer é agradecer mesmo”.

[Colocar ALT]
Sueli e Carlos celebram o casamento de um mês (Foto: Leonardo de França)

Falando em emprego, Sebastião dos Reis Silva, de 50 anos, se mudou de Ribas do Rio Pardo para Campo Grande há um ano só para conseguir emprego. Casado, pai de uma menina de 4 anos, Sebastião conseguiu emprego faz poucos meses. “Eu tinha muito medo de ficar desempregado, mas estou muito feliz de ter conseguido emprego, então pra mim 2021 foi um ótimo ano”.

Por isso mesmo Sebastião não pensa em voltar. “Em pouco tempo consegui esse emprego com carteira registrada, tudo certinho”, finalizou com sorriso atrás da máscara.

O casal Carlos Alberto Pereira, de 62 anos, e Sueli José dores, de 49, tem muito a celebrar, tanto juntos quanto individualmente. No caso de Alberto, faz seis meses que se aposentou — após trabalhar durante 35 anos e estar em processo de aposentadoria por seis anos. “Foi uma grande vitória em minha vida, talvez uma das mais importantes”.

O ano de 2021 fica ainda melhor quando ampliamos o contexto de Alberto para o casamento com Sueli. Isso porque faz um mês que os dois celebraram o matrimônio. “Esse ano foi um ano de muitas bênçãos em nossas vidas e, mais uma vez, do principal, muita saúde”.

Jornal Midiamax