Cotidiano

Reincidente em irregularidades, Procon-MS autua supermercado no Monte Castelo

Produtos com bolor e estragados foram encontrados

Fábio Oruê Publicado em 30/06/2021, às 15h30

Uvas estavam vencidas e com etiquetas com novas validades (também vencidas)
Uvas estavam vencidas e com etiquetas com novas validades (também vencidas) - Foto: Divulgação

Denúncias de consumidores levaram equipe do Procon-MS (Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor) a fiscalização em um supermercado localizado na Avenida Monte Castelo, no bairro do mesmo nome, na terça-feira (29).

O estabelecimento é reincidente, já tendo sido autuado por problemas idênticos. Durante a ação, além das irregularidades denunciadas, várias outras foram constatadas, entre as quais elevada quantidade de produtos com prazo de validade expirado, sem informações essenciais ao consumidor ou impróprios ao consumo por estarem com embalagem violada ou amassada e por apresentar bolor o que culminou com a autuação aos responsáveis pelo estabelecimento que terão prazo para apresentação de defesa.

Entre os itens com validade expirada vale ressalta a existência de aproximadamente cinco quilos de linguiça mista de fabricação própria, igual quantidade de pimentão verde e 2,7 quilos de quiabo além de 4.800 gramas de uva rubi.

O detalhe é que esses produtos estavam reetiquetados para mudança da validade. Também vencidos, preparados para sucos, embalagens de maionese, biscoitos, batata frita, refrigerantes e gergelim.

Sem informações que pudessem orientar o consumidor estavam expostos 2,4 quilos de linguiça de frango enquanto, impróprios por apresentarem bolor, embalagens amassadas ou violadas foram encontrados 1,3 quilos de pés de frango , farinha de trigo, pão integral, cervejas e “cocktail” de alcoólico de vodca.

Todos os produtos foram inutilizados de forma a não poderem voltas às prateleiras ou gôndolas e descartados na presença da equipe de fiscalização.

Jornal Midiamax