Cotidiano

Quem mais sofre com o frio, 35 pessoas em situação de rua já foram resgatadas em Campo Grande

Cobertores e agasalhos também foram doados para melhorar a situação dos moradores

Fábio Oruê Publicado em 29/06/2021, às 11h58

Pessoas em situação de rua são as mais atingidas com as baixas temperaturas
Pessoas em situação de rua são as mais atingidas com as baixas temperaturas - Foto: Divulgação

A maior onde de frio do ano até o momento chegou na noite do último domingo (27). Mas o momento que é comemorado por muitos, para as pessoas que vivem nas ruas é motivo de sofrimento, já que eles não tem como se proteger de forma adequada. 

Desde domingo, já foram contabilizados pelo Centro POP (Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua), 35 acolhimentos e foram entregues 79 cobertores. Porém, houve 13 recusas de atendimento.

As pessoas que aceitam o acolhimento são encaminhadas para o acolhimento provisório na Escola Municipal Maria Regina Vasconcellos Galvão (população em situação de rua), UAIFA I (Unidade de Acolhimento Institucional para Adultos e Famílias), Casa de Passagem Resgate (imigrantes, migrantes e idosos) e Casa de Apoio São Francisco.

Os usuários que aceitam o acolhimento são levados, de acordo com o seu perfil, a um destes locais, onde têm a possibilidade de realizar sua higiene pessoal e receber um atendimento psicossocial. Nas unidades também são oferecidas 4 refeições diárias.

A SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social) orienta a população, ao encontrar uma pessoa em situação de rua, a entrar em contato pelos telefones do SEAS que funcionam 24 horas (67) 98404-7529 ou 98471-8149. Dessa forma as equipes podem ir até o local e fazer a oferta dos serviços da rede.

Corpo de Bombeiros

Ação do Corpo de Bombeiros em todo o Estado distribuiu para 185 pessoas em situação de rua agasalhos e cobertores, na noite de segunda-feira (28). Além disso, duas pessoas foram transportadas para Unidades de Atendimento à Família, segundo o Tenente Coronel Arruda. 

A ação foi determinação do Comando do Corpo de Bombeiros Militar para as unidades que tivessem os itens disponíveis. Em Campo Grande, 33 cobertores foram doados, além 12 em Amambai, cinco em Aquidauana, quatro em Sidrolândia, quatro em Mundo Novo, três em Naviraí e um em Caarapó. 

Bombeiros distribuíram agasalhos e cobertores na Capital e no interior. (Foto: Divulgação)

Jornal Midiamax