Cotidiano

Campo Grande prevê aula presencial para 6º ao 9º ano e escolas vão definir quantidade de alunos em sala

O retorno dos alunos nas salas de aula será de forma híbrida, informou secretária de educação

Mariane Chianezi Publicado em 12/05/2021, às 14h15

None
Divulgação/PMCG

Com as aulas presenciais previstas para retornarem no dia 19 de julho na Reme (Rede Municipal de Educação), a Prefeitura Municipal definiu que, a princípio, os alunos do 6° ao 9° retornarão às salas de aula. No entanto, cada escola definirá a quantidade de alunos em sala pois o retorno será de forma híbrida. Ou seja, parte dos alunos permanecerão estudando de casa. 

Conforme informou a secretária municipal de Educação, Elza Fernandes, a Semed avaliará como será o retorno das aulas para os alunos do ensino fundamental e para depois verificar a possibilidade de os anos do ensino infantil retornarem aos poucos às salas de aula. 

"Estamos fazendo esse planejamento para poder sentir como será esse retorno. Depois vamos verificar o retorno dos alunos do 1° ao 5° ano e depois dos alunos da Emei", pontuou Fernandes em live. Os alunos deverão receber kit de máscaras antes do retorno presencial.

A secretária também revelou que a Semed realizou uma pesquisa de opinião com os pais e 50,57% querem o retorno dos filhos à escola e 49,43% preferem que os filhos sigam estudando em casa. 

Retorno das aulas presenciais em 19 de julho 

O decreto de ensino à distância vale até dia 1º de julho, depois dessa data a rede entra em recesso escolar e ao final será feita a transição para o sistema híbrido de ensino. A retomada será estendida também às Emeis (Escolas Municipais de Ensino) Infantil), que atendem crianças de seis meses a três anos.

Ela lembrou que a retomada das aulas foi condicionada à aplicação da vacina nos professores e trabalhadores da linha de frente da educação municipal, e a segunda dose deve ser administrada até lá.

O encontro faz parte de uma iniciativa da Comissão de Saúde da Câmara Municipal e teve na condução do debate o presidente, vereador Dr. Sandro Benites. Ele recebeu também, como convidado, o vereador Prof. Juari.  Além dos três, a reunião contou com a participação dos vereadores Prof. Riverton, Tabosa e Otávio Trad.

Segundo discutido na live, a secretária de Educação explicou como funcionará o ensino híbrido: “será feito de acordo com a realidade de cada escola e mediante o POP (Procedimento Operacional Padrão), respeitando distanciamento e quantidade de alunos a serem recebidos”.

Jornal Midiamax