Cotidiano

Prefeitura de Corumbá fará levantamento de profissionais da Educação para vacinação contra a Covid-19

Município é um dos que apoiam antecipação da vacinação de professores; estudo indicará quantidade, idade e comorbidades dos profissionais do setor

Humberto Marques Publicado em 23/04/2021, às 14h49

Reunião discutiu diretrizes para levantamento de profissionais da Educação em Corumbá
Reunião discutiu diretrizes para levantamento de profissionais da Educação em Corumbá - Renê Márcio Carneiro/PMC

A Prefeitura de Corumbá –a 419 km de Campo Grande– começará na segunda-feira (26) levantamento de todos os profissionais da Educação que atuam no município, nas redes municipal, estadual e particular. A intenção é levantar informações para elaboração do Plano de Vacinação contra a Covid-19 da categoria.

“Juntamente com quase todos os prefeitos de Mato Grosso do Sul, estamos pleiteando a antecipação da imunização de todos os professores”, afirmou o prefeito Marcelo Iunes (PSDB), em reunião nesta sexta-feira (23) com representantes da UFMS, IFMS, Conselho Regional de Educação do Estado e de escolas particulares da cidade.

O prefeito salientou que os profissionais da Educação devem ser prioridade na imunização, uma vez que “apesar de todos os esforços que temos feito, os estudantes são, de uma forma ou outra, prejudicados pela pandemia”.

O levantamento, conforme explicou o secretário municipal de Educação, Genilson Canavarro de Abreu, indicará quantidade, idades e comorbidades dos trabalhadores do setor. Sua pasta receberá os dados e dará continuidade ao trabalho.

Cada gestor da unidade de ensino ficará responsável pelas informações de sua equipe. A Secretaria de Educação vai disponibilizar um link com um formulário para receber as informações até a próxima sexta-feira (30). Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 3234-3469 e pelo e-mail seed@corumba.ms.gov.br.

Além de imunizar os trabalhadores da Educação, a Prefeitura de Corumbá vai entregar 2 kits de alimentos a todos os estudantes da Rede Municipal de Ensino, além de um Auxílio Emergencial às famílias mais carentes.

Jornal Midiamax