Cotidiano

Prefeitura aprova ‘Samuvet’ para resgate de animais atropelados e abandonados em Campo Grande

Decisão prevê atendimento móvel de urgência aos animais de rua na Capital

Nathália Rabelo Publicado em 30/12/2021, às 08h42

None
(Foto: Reprodução)

A prefeitura de Campo Grande sancionou a lei n. 6.764 que prevê a instalação do ‘Samuvet’, serviço especializado no atendimento móvel de urgência, bem como transporte de animais acidentados, feridos, abandonados ou em qualquer situação de enfermidade.

De acordo com o documento, o serviço de ‘Samuvet’ atenderá exclusivamente animais abandonados ou “de rua”, podendo ser acionado por entidades protetoras credenciadas na Subsecretaria do Bem-Estar Animal (Subea) ou no Conselho Municipal do Bem-Estar Animal (Combea), pela Patrulha Ambiental da Guarda Civil Metropolitana e pela Polícia Militar Ambiental. Parágrafo único.

A ambulância poderá ficar de prontidão na Unidade de Pronto Atendimento Veterinário (UPA-VET) à disposição da população durante o horário do seu funcionamento. A decisão foi publicada no Diogrande desta quinta-feira (30).

Ações das ONG’s

Vale ressaltar que não é de hoje que o abandono animal é um problema social e de saúde pública que assola o Estado de Mato Grosso do Sul, afetando toda a sociedade e ocasionando, principalmente, proliferação de zoonoses. Além de ser crime, o abandono fere a legislação em defesa dos animais.

Por isso, o poder público e até mesmo a população buscam se engajar na causa animal para oferecer recursos de proteção ao bichos. Pensando nisso, a ativista Lígia Santos e o bacharel em Direito Pablo Neves Chaves, com apoio de ONG’s atuantes na proteção da causa animal, estão fazendo um abaixo-assinado para a criação de uma lei que dispõe sobre a obrigatoriedade na prestação de socorro aos animais atropelados por parte dos autores na Capital.

A meta é conquistar 1 mil assinaturas e a ação pode ser conferida neste link.

Animais não são descartáveis 

Com a chegada do fim do ano, os olhares da sociedade se voltam ao “Dezembro Verde”, campanha que chama a atenção sobre o aumento de casos de abandono de animais.

Segundo a prefeitura de Campo Grande, o abandono de animais ainda é um problema recorrente. Muitas pessoas abandonam seus animais nas ruas, em locais afastados, estradas e até trancados dentro de casa sem alimento, água suficiente ou pessoas para cuidar deles enquanto saem para viagens de férias.

O CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) da cidade recebe, em média, de 200 a 500 animais por mês.

Jornal Midiamax