Preciso trocar de celular? Entenda o que muda com a chegada da tecnologia 5G em MS

Nova tecnologia deve chegar a Campo Grande em julho do ano que vem; prazo de implantação é mais demorado para cidades do interior
| 08/11/2021
- 18:00
Confira o que muda com a chegada da nova tecnologia ao país.
Confira o que muda com a chegada da nova tecnologia ao país. - Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O leilão do 5G aconteceu na última semana e traz novidades sobre a chegada da nova geração de internet móvel no país. O leilão foi realizado pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) e as operadoras devem começar a preparar a infraestrutura para levar a tecnologia aos municípios. A previsão é de que o 5G chegue às capitais em julho do ano que vem, inclusive em Campo Grande. Para cidades do interior, o prazo de implantação é mais demorado. 

Mas o que muitas pessoas têm se perguntado é: o que muda com o tão esperado 5G? Ele já não estava funcionando? É comum ver propagandas de operadoras anunciando o 5G, mas é preciso ficar atento, porque não é a tecnologia pura. O que existe no Brasil é o 5G DSS, que seria a tecnologia intermediária entre a quarta e a quinta geração. 

A Anatel explica que o grande diferencial do 5G está na diversidade de uso que a rede deve suportar, quando comparada às atuais, desenvolvidas essencialmente para disponibilizar banda larga móvel. “O 5G permite a conexão de pessoas e objetos”, explica. Para quem ainda não entendeu, a Agência de Telecomunicações respondeu às perguntas mais comuns. Confira: 

Como o 5G vai afetar as nossas vidas? 

O 5G é uma nova tecnologia que amplia a velocidade da conexão móvel e reduz a latência, permitindo mais segurança e estabilidade. Um dos principais diferenciais do 5G é a possibilidade de ampliação da internet das coisas. A verdade é que a internet das coisas já existe, como lâmpadas inteligentes, assistentes virtuais, sensores de presença e eletrodomésticos, por exemplo. Contudo, com a chegada do 5G, isso deve se tornar ainda mais comum. Até mesmo carros autônomos podem se tornar uma realidade e a telemedicina pode se popularizar cada vez mais.

“Sistemas de iluminação pública e residencial, smartphones, smartwatches, eletrodomésticos, dispositivos de monitoramento, sensores de presença, frequencímetros cardíacos, centrais de segurança, guichês de estacionamentos, caixas de supermercados, sensores meteorológicos e muitos outros dispositivos poderão conectar-se mutuamente por meio do uso da quinta geração das redes móveis”, explica a Anatel. 

Qual é a diferença do 5G para o 4G? 

A nova tecnologia de internet trará mudanças em relação ao 4G. Entre as diferenças, estão a maior velocidade. A Anatel explica que o 4G pode atingir a velocidade de até um gigabite por segundo, mas, na prática, essa velocidade não chega ao consumidor. Com o 5G, a expectativa é atingir velocidade máxima, na ERB, 20 vezes maior em relação ao 4G, chegando a 20 gigabites por segundo. Outra vantagem é que o tempo necessário entre o estímulo e a resposta será muito menor. 

Meu celular só aceita até o 4G, e agora? 

A chegada da nova tecnologia tem deixado alguns consumidores inseguros. Afinal, o 5G pode deixar meu celular obsoleto? A resposta é não. O 4G, assim como o 3G e o 2G, continuará funcionando normalmente. Portanto, não será preciso comprar um celular ou notebook novo, por exemplo. 

“No início da implantação do sistema 5G, não há expectativa de descontinuidade das tecnologias anteriores em curto prazo. O 5G agregará novas faixas de frequência à telefonia celular, sem contudo alterar as faixas já disponibilizadas para o uso do serviço”, explica a Anatel. 

Já existem celulares aptos para o 5G? 

Apesar do 4G continuar funcionando e da troca do smartphone não ser necessária, quem estiver interessado na nova tecnologia pode precisar de um aparelho novo. Isto acontece porque para ter acesso ao 5G, é preciso um aparelho compatível com a nova tecnologia. Já existem modelos de diversas marcas que são compatíveis com a tecnologia 5G, como o iPhone 12 e 13; os Motorolas Edge, Edge 20, G100, G 5G, G50 5G; Redmi Note 10 5G, Poco M3 Pro 5G, Poco F3 5G; Galaxy Z Fold 3 5G, A52 5G, S21 Ultra 5G, S21 5G, Note 20, Z Fold 2, entre outros. 

Para pesquisar por aparelhos celulares homologados com a tecnologia 5G, acesse o SCH escolha a opção ‘Telefone Móvel Celular’ no filtro ‘Tipo de Produto’ e ‘NR’ no filtro ‘Tecnologia’. Os demais filtros podem ser utilizados para refinar a busca, como: ‘Fabricante’, ‘Modelo’ ou ‘Faixa de Frequências’.

Quando o 5G chega na minha cidade? 

A previsão da Anatel é de que o 5G comece a funcionar nas 26 capitais e no em julho de 2022. Para cidades do interior com mais de 30 mil habitantes, o prazo é julho de 2029. 

Veja também

Já choveu bastante em cidades de Mato Grosso do Sul nesta quarta-feira (17) e Campo...

Últimas notícias