Cotidiano

Praça no Jardim Aeroporto é depredada há uma década e moradores temem pela segurança no local

Destruição de meses, danos à academia ao ar livre e furto de fios de energia estão entre os problemas enfrentados pelos moradores próximos à Praça da Figueira

Renata Barros Publicado em 16/09/2021, às 10h35

Mesas e bancos de concreto foram destruídos ao longo dos anos
Mesas e bancos de concreto foram destruídos ao longo dos anos - Foto: Reprodução

A Praça da Figueira, localizada no bairro Jardim Aeroporto, região oeste da Capital, vem sendo depredada frequentemente desde que foi inaugurada em 2011, de acordo com relatos de moradores. A mais recente investida dos criminosos foi o furto de fios de energia do local. Segundo relato da moradora Christiane Maximino, a praça se encontra há três dias sem energia.

“Vieram na primeira noite e entortaram o ferro da lateral do poste, mas não levaram, na noite seguinte voltaram e cortaram uma parte do ferro cerca de 1 metro e meio só pra roubar os fios. Assim, deixando a praça toda no escuro.  Meu pai amarrou a base embaixo para assim dificultar que terminem de roubar, mas acredito que irão voltar”, narra Christiane.

Fios de energia foram furtados.
Foto: Reprodução

A moradora, que mora e trabalha próximo à praça, comenta que os bancos e a academia ao ar livre também tiveram suas estruturas danificadas. “A academia que tínhamos era tão bem frequentada, mas aos poucos eles acabaram com tudo. Os banquinhos com as mesas alguns foram arrancados”, relata. Segundo ela, a única manutenção que ocorre na praça é de limpeza. “Eles fazem a limpeza de vez em quando, cortando a grama e varrendo as folhas”.

[Colocar ALT]
Aparelhos da academia ao livre também foram danificados.
Foto: Reprodução

Além da perda do espaço público de lazer e atividade física, os moradores temem a própria segurança. “Nos dá medo das pessoas que fizeram isso, pois não sabemos do que são capazes”, diz a moradora.

Em nota, encaminhada pela assessoria de comunicação, a Energisa esclarece que o serviço de iluminação pública é de responsabilidade da prefeitura, sendo a gestão municipal responsável pela operação, manutenção e instalação das luminárias em espaços públicos como praças, ruas e avenidas. “Assim, o próprio município é responsável pela elaboração de projeto, implantação, expansão, atendimento, operação e manutenção dos sistemas de iluminação pública”, finaliza.

O Jornal Midiamax fez contato com a Prefeitura de Campo Grande, por meio da assessoria de imprensa, a respeito da situação da Praça da Figueira, mas até o momento desta publicação não obteve retorno. O espaço segue aberto para posicionamento.

Jornal Midiamax