Cotidiano

Após atraso e filas, pontos de vacinação estão com movimento tranquilo em Campo Grande

Vacinação teve filas no início da manhã devido a alta demanda

Nathália Rabelo e Danielle Errobidarte Publicado em 03/06/2021, às 10h21

Vacinação segue até 17h nos pontos de vacinação
Vacinação segue até 17h nos pontos de vacinação - Henrique Arakaki/Midiamax

Campo Grande está vacinando 7 grupos contra a Covid-19 nesta quinta-feira (3), feriado de Corpus Christi. Por causa da ampliação e alta demanda, os pontos de vacinação ficaram com bastante fila no início desta manhã por causa do horário de pico.

O Drive-Thru Ayrton Senna, por exemplo, registrou uma grande concentração de carros nesta manhã. Segundo informações apuradas pela equipe de reportagem que foi ao local, a vacinação começou com cerca de 20 minutos de atraso porque o carro que transportava a vacina teve problemas mecânicos, formando fila logo no início da manhã, horário que tem maior concentração de gente.

O Midiamax entrou em contato com a Sesau, que informou que a fila se deu por vários motivos, principalmente pelo público ser maior neste feriado. Porém, profissionais de saúde estão no local desde às 6h da manhã se organizando para os atendimentos.

A Secretaria Municipal de Saúde ainda apontou que várias pessoas não cumprem certos critérios para a vacinação. Assim, muitas chegam ao local sem a autorização médica para gestantes, por exemplo, ou sem ter feito o cadastro prévio no site, resultando na demora dos atendimentos. Apesar disso, vacinação agora está mais tranquila no Ayrton Senna e Guanandizão e segue até às 17h.

“O processo para a verificação desses documentos até que, de fato, a pessoa consiga vacinar, é um pouco demorado. E muita gente acaba não fazendo o cadastro prévio e isso faz com que a fila demore um pouco mais”, ressaltou a Sesau.

Ao todo, Campo Grande vacina sete grupos hoje. São eles:

  • 1ª dose para pessoas com 53 anos ou mais;
  • 2ª dose Coronavac para pessoas que tomaram a 1ª dose de 11 a 16 de abril;
  • 1ª dose para trabalhadores industriais e de construção civil com 45 anos ou mais;
  • 2ª dose Astrazeneca para pessoas que tomaram a 1ª dose até 3 de abril;
  • 1ª dose para caminhoneiros com 40 anos ou mais;
  • 1ª dose para puérperas até 45 dias pós-parto (com 18 anos ou mais);
  • 1ª dose para gestantes com 18 anos ou mais (necessária autorização médica).

Para as gestantes e puérperas, atendimento será exclusivo nos drive-thrus Ayrton Senna e Albano Franco e nos polos Guanandizão e Seleta, das 7h30 a 17h em todos os pontos. É obrigatório que grávidas apresentem a autorização médica para tomar a vacina.

De acordo com a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) o “atendimento acontece durante todo o dia em mais de 20 locais espalhados pelas sete regiões urbanas e distritos do município”.

É recomendado que a população faça o cadastro no sistema de identificação prévia, através do site: http://vacina.campogrande.ms.gov.br, para evitar filas e aglomerações nos pontos de imunização. No entanto, não é obrigatório para vacinação. Confira os pontos de vacinação de hoje.

Por fim, a Prefeitura de Campo Grande fechou parceria com a Uber para transporte de quem vai se vacinar contra Covid-19. Assim, os códigos promocionais garantem viagens gratuitas de ida e volta aos locais de vacinação, desde que a corrida tenha valor máximo de R$ 25. O código precisa ser adicionado no aplicativo da Uber antes das viagens e é válido das 7h às 18h.

Vacinação no Guanandizão nesta manhã (Foto:Henrique Arakaki/Midiamax)

Filas nos testes de Covid

Pessoas que foram fazer testes de Covid-19 nesta quinta-feira também acabaram enfrentando fila. Desde o início dessa semana, a prefeitura de Campo Grande passou a oferecer testes de detecção do coronavírus sem precisar de agendamento prévio.

Os testes feitos são do tipo RT-PCR, o do cotonete. Segundo a Sesau, exames são realizados em 24 unidades de saúde de segunda a sexta-feira. Mas fim de semana e feriado, eles ficam concentrados em apenas dois locais: na UBSF Nova Lima e USF Caiobá.

Assim, acaba ocorrendo a concentração de pessoas. Além disso, a secretaria informou que muitas pessoas vão até os locais sem ter os critérios para a realização do exame. Por isso, reforça-se que apenas quem tiver no 3º a 8º dia de sintoma ou que teve contato com pessoa que testou positivo ao vírus, vá aos locais fazer o teste.

Foto: Reprodução/Sesau

Jornal Midiamax