Cotidiano

PMA desmonta acampamento e um dos pescadores acaba preso em MS

Eles haviam capturado 150 peixes para isca

Mylena Rocha Publicado em 26/09/2021, às 11h46

Um dos pescadores constava um mandado de prisão em aberto.
Um dos pescadores constava um mandado de prisão em aberto. - Divulgação/PMA

A PMA (Polícia Militar Ambiental) desmontou um acampamento para pesca predatória às margens do rio Taboco em Aquidauana, a 140 km de Campo Grande. Foram encontrados 150 peixes para isca e um dos pescadores acabou preso.

Conforme informações, havia um acampamento às margens do rio Taboco. Quando os policiais se aproximaram, os pescadores fugiram para uma área de mata próxima, mas acabaram sendo localizados em seguida.

Com os infratores foram encontrados 150 unidades de peixes tuvura, muito utilizado como isca, e petrechos proibidos, que foram apreendidos. Os pescadores informaram aos policiais que entregariam os peixes em um comércio de isca da região e receberiam R$2 por unidade.

Conforme a PMA, foi realizada a checagem da documentação dos pescadores, de 42 e 44 anos, e verificou que um deles constava um mandado de prisão em aberto. O homem, de 42 anos, recebeu voz de prisão e foi entregue à delegacia de Polícia Civil de Aquidauana. Os peixes vivos foram devolvidos ao rio.

Jornal Midiamax