Cotidiano

Pesquisa monitora sentimentos e sintomas da comunidade acadêmica durante a pandemia

UFMS

Diego Alves Publicado em 27/04/2021, às 23h48

Reprodução
Reprodução

A terceira etapa da pesquisa Saúde Mental e Bem-estar na Pandemia já está disponível para participação da comunidade acadêmica no site ufms.br/coronavirus. O foco do questionário é monitorar os sentimentos, sintomas e vivências de estudantes, professores e técnicos-administrativos.

A pesquisa é desenvolvida desde 2020 na UFMS, mas, com esta etapa, o objetivo é expandir o levantamento de dados para a região Centro-Oeste. Para tanto, foi firmada uma parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso, a Universidade Federal de Goiás e a Universidade de Brasília.

O professor Cremildo Baptista é coordenador do projeto e, segundo ele, algumas questões muito importantes foram identificadas até o momento, com os resultados obtidos com as fases anteriores da pesquisa, como distúrbios de saúde mental e aumento no uso de substâncias psicoativas.

“Nós verificamos na primeira etapa altas taxas, escores altos, sobre ansiedade, estresse e depressão, todos eles ficaram acima de 40% e eles foram significativamente mais presentes entre os estudantes, quando comparamos com técnicos e professores, e também entre as mulheres, em comparação com os homens. Vemos também que os escores altos de ansiedade, estresse e depressão foram mais frequentes naqueles participantes que disseram que passaram por dificuldades financeiras durante o período de isolamento e também entre aqueles que disseram que consomem substâncias psicoativas, como por exemplo, álcool, tabaco, maconha, anfetaminas, etc.”, comenta Cremildo.

Acesse a página UFMS Contra o Coronavírus para responder o formulário e participar do levantamento de dados, e ter acesso a todas as ações desenvolvidas pela Universidade para monitorar e conter os efeitos da pandemia de Covid-19. (Informações da assessoria)

Jornal Midiamax