Cotidiano

Pela 1ª vez no ano, MS tem menos da metade dos leitos de UTI covid ocupados

Taxa de ocupação de leitos caiu para 47% no Estado, segundo plataforma Mais Saúde

Mylena Rocha Publicado em 16/08/2021, às 15h30

Nesta segunda, a taxa de ocupação de leitos de UTI Covid é de 47,54%.
Nesta segunda, a taxa de ocupação de leitos de UTI Covid é de 47,54%. - Henrique Arakaki/Midiamax

Com o avanço da vacinação, os indicativos da pandemia têm apresentado melhoras em Mato Grosso do Sul. Mais uma boa notícia para o Estado é que, desde domingo (15) e pela primeira vez no ano, menos da metade dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para pacientes com coronavírus estão ocupados. Com dados levantados no início da tarde desta segunda (16), a taxa de ocupação de leitos de UTI Covid é de 47,54%. 

Os dados são levantados no painel Mais Saúde da SES (Secretaria de Estado de Saúde). Conforme levantamento, MS possui 528 leitos UTI adulto para pacientes com SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave) e Covid, sendo que há 251 pacientes em estado grave internados em hospitais no Estado. Sendo assim, restam 277 vagas no sistema de saúde. 

Em relação aos municípios, a taxa de ocupação de leitos para pacientes com coronavírus em Campo Grande é de 54,80%, ou seja, há 127 leitos de UTI Covid vagos. Em Dourados, a taxa de ocupação de leitos de UTI para pacientes com coronavírus é de 45,61%, enquanto em Três Lagoas é de 27,5% e Corumbá tem o menor índice, com 25% dos leitos ocupados. Os quatro municípios são sedes de macrorregiões de saúde e recebem pacientes de outras cidades.

A situação do Estado é bem diferente do registrado há dois meses. O recorde de internações foi registrado no dia 8 de junho em MS, com 1.339 pessoas internadas com covid, sendo que 565 delas estavam em estado grave em UTIs. O painel 'Mais Saúde' mostrava uma taxa de ocupação de 105%, com 31 pacientes atendidos além da capacidade e pessoas encaminhadas para internações em Rondônia e São Paulo.

Jornal Midiamax