Cotidiano

Pecuarista de Porto Murtinho é autuado em R$ 2 mil por incêndio em vegetação nativa

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Porto Murtinho autuou em flagrante um pecuarista, no valor de R$ 2 mil, por incêndio em vegetação nativa. A ação ocorreu em uma fazenda localizada a 70 km da cidade, nesta quinta-feira (4). A equipe fiscalizava propriedades rurais do município, e flagrou o uso do fogo em vegetação que […]

Ranziel Oliveira Publicado em 04/03/2021, às 17h03 - Atualizado às 17h05

Equipe chegou no momento da queimada (Foto: Divulgação / PMA)
Equipe chegou no momento da queimada (Foto: Divulgação / PMA) - Equipe chegou no momento da queimada (Foto: Divulgação / PMA)

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Porto Murtinho autuou em flagrante um pecuarista, no valor de R$ 2 mil, por incêndio em vegetação nativa. A ação ocorreu em uma fazenda localizada a 70 km da cidade, nesta quinta-feira (4).

A equipe fiscalizava propriedades rurais do município, e flagrou o uso do fogo em vegetação que estava em coivaras (amontoados de galhos e arbustos), atividade para qual o proprietário não possuía autorização do órgão ambiental.

A vegetação amontoada e incendiada era resultante de uma atividade de limpeza de pastagem de uma área de 1,7 hectares. As atividades foram interditadas na área e o pecuarista, de 43 anos, morador de Porto Murtinho, foi autuado administrativamente e  multado em R$ 2.000,00, sendo-lhe ordenada a extinção do incêndio.

Jornal Midiamax