Cotidiano

Parte alta de Corumbá ganhará unidade de resgate do Corpo de Bombeiros

Unidade foi discutida em reunião com o comando do CBMMS, que também tratou de medidas para combater incêndios na região do Pantanal

Humberto Marques Publicado em 29/04/2021, às 18h27

Reunião tratou da instalação de unidade dos bombeiros na parte alta de Corumbá e de ações contra incêndios no Pantanal
Reunião tratou da instalação de unidade dos bombeiros na parte alta de Corumbá e de ações contra incêndios no Pantanal - Renê Márcio Carneiro/PMC

Reunião nesta quinta-feira (29) acertou detalhes da instalação de uma UR (Unidade de Resgate) do Corpo de Bombeiros em Corumbá –a 419 km de Campo Grande. A estrutura funcionará no bairro Nova Corumbá, na parte alta da cidade.

O projeto foi discutido entre o prefeito Marcelo Iunes (PSDB) e o comandante do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul, coronel Hugo Djan Leite.

“Esse é um anseio muito antigo da comunidade que vive na Parte Alta, hoje uma das regiões mais populosas de Corumbá. Felizmente conseguimos essa parceria e muito em breve teremos essa UR facilitando o atendimento a todas as pessoas que vivem nessa área e em todo seu entorno”, disse Iunes.

Além da unidade que promete agilizar atendimentos naquele setor da cidade, a reunião tratou do pedido de reforço de mais 20 militares para o 3º Grupamento do Corpo de Bombeiros de Corumbá e mais viaturas, para atenderem também a região de Ladário.

Incêndios no Pantanal

O combate aos incêndios no Pantanal também foi discutido, com a presença do subcomandante-geral do CBMMS, coronel Artemison Monteiro de Barros, e do comandante do 3º GB de Corumbá, tenente-coronel Luciano Lopes de Alencar. A ideia, conforme Djan Leite, é formalizar convênios para fortalecer o combate e prevenção a incêndios na região.

“Aproveitamos a oportunidade para informar ao prefeito que hoje já foram lançadas a campo 2 guarnições do Corpo de Bombeiros, equipadas com viaturas, para fazer a preparação, treinamento, informação e prevenção aos incêndios florestais. Na semana que vem a gente retorna à cidade porque vamos ao Alto Paiaguás, onde instalaremos 2 bases avançadas para proteção e dar uma resposta mais rápida às chamas”, complementou.

As bases foram solicitações de produtores rurais, da prefeitura e Câmara Municipal, tendo em vista os impactos que os incêndios dos últimos 2 anos causaram na região pantaneira. “Incêndio vai ter, mas temos que buscar uma forma de minimizar o impacto disso para toda sociedade”, complementou, de formar realista, o comandante.

Jornal Midiamax