Cotidiano

Para evitar desperdício de doses, cidade de MS abre cadastro de reserva para todos os públicos

Inscritos neste cadastro só serão vacinadas após todas as tentativas de contato com pessoas dos grupos prioritários se esgotarem

Ranziel Oliveira Publicado em 02/06/2021, às 14h00

Vacina contra a Covid-19
Vacina contra a Covid-19 - (Foto: Leonardo de França / Jornal Midiamax)

A SMS (Secretaria Municipal de Saúde) de Três Lagoas abriu cadastro de reserva nas unidades de saúde para a população em geral, para vacinação contra a Covid-19. O objetivo é evitar desperdícios, diante das doses remanescentes do imunizante.

Essa medida está sendo adotada para reduzir o risco de perda das vacinas, uma vez que cada ampola tem quantidade para até 08 aplicações. Chamado de “xepa da vacina”, este restante pode vencer em poucos dias após a sua abertura, sendo então, um desperdício para a saúde pública se não utilizada.

De acordo com a secretária de Saúde, Elaine Fúrio, as pessoas inscritas neste cadastro reserva só serão vacinadas após a coordenação da Unidade esgotar todas as tentativas de contato com pessoas dos grupos prioritários vigentes.

“No caso de ausência de pessoas pertencentes ao grupo de risco e faixa etária vigente, os coordenadores ou locais de vacinação devem entrar em contato imediato com o próximo das listas de espera dentro dos grupos prioritários elencados no momento que constatado uma dose restante. Se não houver resposta deste público, deve ser realizado o contato imediato com pessoas acima de 18 anos de idade em lista de espera que não pertença a nenhum dos grupos prioritários vigentes”, explicou.

Porém, Elaine reforça que o contato com pessoas fora dos grupos prioritários deve ocorrer apenas após todas as tentativas possíveis com todos os próximos pacientes que estão em lista de prioridade.

Outra orientação emitida pela SMS, é que as unidades devem manter vigilância aos prazos de validade dos frascos abertos, e em caso de necessidade de fazer uso dos critérios mencionados e, sobretudo, não permitir a perda de doses.

Jornal Midiamax