Cotidiano

Pacientes de hospital da Capital estão há dias sem poder sair da CTI por elevador estragado

Procurado pela reportagem, o Proncor ainda não se manifestou sobre a situação

João Ramos Publicado em 24/04/2021, às 19h52

Moradores enviaram as fotos para mostrar o elevador na unidade de saúde
Moradores enviaram as fotos para mostrar o elevador na unidade de saúde

Parentes de pacientes internados na CTI do Hospital Proncor, localizado no bairro Chácara Cachoeira em Campo Grande, procuraram o Jornal Midiamax neste sábado relatando indignação por um elevador quebrado na unidade de saúde, que estaria impedindo até quem já teve alta de sair do Centro de Terapia Intensiva.

"Os pacientes que tiveram alta do CTI não estão podendo subir para os quartos, pois o elevador está há mais de uma semana estragado. E ninguém arruma ou faz algo", disse ao Jornal Midiamax mulher que prefere não se identificar e que está com o tio internado no hospital.

Segundo ela, pacientes que já estão se recuperando não podem sair do CTI por causa do elevador estragado, com risco de agravar os casos já contornados. "Infelizmente ninguém do hospital toma frente, tentamos falar com os responsáveis mas os mesmos não fazem nada a respeito", disse.

Ainda neste sábado, a parente de um funcionário da unidade hospitalar procurou o Jornal Midiamax para fazer a mesma denúncia. "Os pacientes não podem subir e nem descer. Simplesmente falam que não tem previsão de arrumar. Um hospital em plena pandemia com elevador estragado", afirmou a mulher que também prefere não ser identificada.

"E se ocorre uma emergência e precisa levar algum paciente para o CTI ou UTI?", indagou. "É inadmissível que isso ocorra, afinal o plano de saúde é pago para dar boas condições de tratamento. Sem contar que frequentemente falta medicamentos, e materiais. Pacientes são deixados, ficam horas sem passar um médico ou enfermeiro para visitá-los", afirmou a moradora que está com o tio internado no hospital localizado no bairro Chácara Cachoeira.

O que diz o Proncor

O Hospital Proncor pontuou em nota que o elevador de maca estava em manutenção desde a sexta-feira (23), tendo a empresa de manutenção sido acionada. "Esclarecemos também, que o tratamento à saúde dos nossos pacientes não está ou será prejudicado. Possuímos um segundo elevador em pleno funcionamento e planos de contingências rigorosamente planejados e executados", traz a nota.

WhatsApp: fale com os jornalistas do Midiamax

Os leitores enviaram as informações e imagens ao WhatsApp do Jornal Midiamax, através do número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total sigilo garantido pela lei.

*Atualizado às 16h de 25 de abril de 2021 para acréscimo de posicionamento do Hospital Proncor.

Jornal Midiamax