Cotidiano

Operação 'Volta às Aulas' tem reforço de seguranças nas escolas e terminais em Campo Grande

Guarda Municipal remanejou parte do efetivo para rondas preventivas

Gabriel Maymone e Dayene Paz Publicado em 26/07/2021, às 11h27

Efetivo foi remanejado para garantir seguranças em volta das escolas
Efetivo foi remanejado para garantir seguranças em volta das escolas - Henrique Arakaki / Midiamax

Com o retorno das aulas presenciais na rede municipal de ensino de Campo Grande nesta segunda-feira (26), a Guarda Municipal retomou a operação 'Volta às aulas' nas escolas do município.

O secretário de segurança e defesa social, Valério Azambuja, destacou que houve o remanejamento de 80 guardas que estavam em outras funções. "Foram cedidos para reforçar a segurança nas escolas", disse, complementando que eles também irão atuar nos terminais de ônibus, já que muitos estudantes utilizam o transporte público. A presença da Guarda nos terminais será reforçada nos horários de pico: entre 6h e 7h30, entre 12h e 13h30 e das 17h às 19h.

O objetivo da operação é auxiliar no trânsito em frente às escolas e também na segurança da região, com rondas preventivas, além de assegurar o corpo técnico da escola. "Esse trabalho era feito antes da pandemia, mas não estávamos fazendo porque não havia aula. Aumentamos em 15% o efetivo", declarou.


Secretário de segurança, Valério Azambuja - Foto: Henrique Arakaki / Midiamax

Preocupação com a biossegurança

O grande desafio do retorno às aulas presenciais é em relação aos cuidados contra a covid-19. Neste quesito, as escolas se prepararam para receber os alunos com segurança. 

A secretária municipal de Educação, Elza Fernandes, destacou a volta dos alunos nas 202 escolas. "É um retorno importante e dia histórico depois de 1 ano e 4 meses de aulas remotas", pontuou.

Na Escola Municipal Professora Oliva Enciso, no Bairro Tiradentes, o professor Vilmar Balbueno comentou que o retorno dos alunos foi tranquilo. Conforme o docente, as medidas de biossegurança foram definidas em conjunto com os responsáveis, inclusive com cartilha de orientação aos pais.

Nesta segunda-feira, retornaram alunos do 6º ao 9º ano. Na próxima semana, será a vez do 1º ao 5º ano e, depois, voltam as crianças da educação infantil. 


Distanciamento e uso de máscara em salas de aula com poucos alunos - Foto: Henrique Arakaki / Midiamax

Tudo foi preparado para tranquilizar os pais de alunos. Logo na entrada, há aferição de temperatura e álcool em gel. A merenda é separada e fechada para cada aluno, assim como é solicitado que cada estudante leve sua própria garrafinha para beber água.

Todos usam máscaras e o distanciamento é respeitado dentro das salas. Não há recreio para interação das crianças nem aulas de educação física. Ainda, um servidor é responsável por higienizar as fechaduras com álcool.

No caso de algum aluno ser detectado com temperatura acima de 37ºC, ele fica separado no pátio e, após um tempo, volta a ser aferida a temperatura. Se nova aferição der temperatura alta novamente, os pais são chamados para buscá-lo e a sala dele é isolada por 14 dias.

Jornal Midiamax