Cotidiano

Operação fiscaliza 241 comércios e dispersa aglomeração em praça em Campo Grande

87 pessoas foram abordadas nas ruas fora do horário permitido

Mylena Rocha Publicado em 17/05/2021, às 09h06

None
Divulgação/GCM

O fim de semana foi marcado pelo desrespeito às medidas contra a transmissão do coronavírus em Campo Grande. A fiscalização apurou seis denúncias de aglomeração em residências e ainda teve que dispersas pessoas reunidas em uma praça neste domingo (16). Além disso, 87 pessoas foram abordadas nas ruas fora do horário permitido.

A GCM (Guarda Civil Metropolitana) realizou ações de fiscalização nas sete regiões da Capital: Anhanduizinho, Bandeira, Centro, Imbirussu, Lagoa, Prosa e Segredo. Além da fiscalização, a Guarda ainda participou de operação conjunta com Vigilância Sanitária, Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano), Procon e Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito).

Ao todo, foram 241 estabelecimentos fiscalizados, sendo que nenhum deles foi notificado. Durante o toque de recolher, 87 pessoas foram abordadas nas ruas e orientadas a ficar em casa. A fiscalização ainda atuou em seis denúncias de aglomeração em residências. 

As equipes também atenderam chamadas sobre aglomeração na praça do bairro Serro Azul. A Guarda informou que foram feitas várias denúncias sobre o ocorrido e a equipe foi ao local por volta das 17 horas. “Chegando ao local foi verificado a aglomeração, sendo preciso ser feito a dispersão de todos. A ação contou com o apoio da PM (Polícia Militar). Ninguém foi encaminhado”, informou a GCM.

Conforme dados da GCM, o número 153 recebeu 170 ligações somente no domingo (16), sendo que 41 eram sobre descumprimento das medidas de controle ou restrição.

Também foi realizada uma operação para reduzir acidentes no trânsito, parceria da GCM com o Detran-MS (Departamento de Trânsito de Mato Grosso do Sul) e Agetran. Ao todo, foram feitas 48 abordagens, sendo 41 carros e sete motos. Conforme dados, 57 condutores passaram pelo teste do bafômetro, mas cinco recusaram. Segundo balanço, foi identificado um caso de motorista por embriaguez ao volante.

Jornal Midiamax