Cotidiano

Oficina na Capital orienta sobre a privacidade e intimidade do corpo da criança

Foi ministrado para 56 crianças

Diego Alves Publicado em 23/09/2021, às 00h15

Divulgação
Divulgação

Oficina orienta sobre a privacidade e intimidade do corpo da criança foi ministrado para 56 crianças das Organizações Não Governamentais (ONGs) Salesianos Ampari e Lar do Pequeno Assis, na tarde desta quarta-feira (22).

A iniciativa é foi feita por meio da Coordenadoria de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente. A assistente social Rosemar Abelha ministrou a aula. Há 10 anos ela realiza esse trabalho. Voluntária do Projeto NOVA é especializada no tema e em diálogo direto com as crianças. “Nosso trabalho é focado na questão específica do abuso sexual, levando a conscientização da criança que ela pode reagir e dizer não a qualquer tipo de toque que vá violar a integridade dela”.

O conteúdo é desenvolvido para ser abordado com crianças a partir dos quatro anos de idade. Rosemar ainda explica para as crianças quais são as áreas íntimas do corpo. “Pode parecer um absurdo, mas muitas crianças não têm essa clareza, não sabe o que pode ser tocado, ou a diferença entre o que é carinho e carícia, ou quem são as pessoas que devem ser de confiança delas. Infelizmente, as grandes pesquisas mostram que essa violação geralmente acontece dentro de casa. Por isso é tão importante fortalecer esses vínculos com a escola e amigos também. A criança precisa saber identificar o que é errado e gritar por ajuda fora de casa”.

Jornal Midiamax