Cotidiano

Obras da segunda fase do Reviva Campo Grande começam na segunda-feira

Revitalização do centro inclui recapeamento nas ruas, iluminação de LED, arborização e Wi-Fi

Mylena Rocha Publicado em 07/05/2021, às 09h35

None
Divulgação/PMCG

Uma nova fase de obras pelo centro de Campo Grande começa na segunda-feira (10). As intervenções integram a segunda fase do programa Reviva Campo Grande e começam com obras mais leves e serviços nas calçadas. A revitalização no microcentro inclui 21 km de ruas, com recapeamento, arborização, semáforos inteligentes e sinal de Wi-Fi.

As intervenções na região do microcentro de Campo Grande terão início às sete da manhã em duas frentes de trabalho. A Prefeitura explica que na rua Barão de Melgaço com a Rui Barbosa, os serviços começam nas calçadas, que serão padronizadas, conforme o projeto da obra. A outra frente se inicia na rua Marechal Rondon, esquina com a Rui Barbosa, também com serviços nas calçadas. Em ambas as situações, o trânsito não será interrompido, mas uma equipe da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) estará acompanhando os trabalhos.

Com duas empresas executando as obras, o objetivo é agilizar o andamento dos serviços. “Nossa intenção é concentrar os trabalhos no miolo da área central agora para que, no final do ano, os comerciantes aproveitem a época de festas para vender”, afirma a coordenadora do Reviva, Catiana Sabadin. 

A coordenadora explica que foi feito o cadastro de cada imóvel e que a Prefeitura conversou sobre os impactos da revitalização. “Temos ainda um canal de comunicação direto com esse público, justamente para informá-los do passo a passo das intervenções”, complementou

A revitalização do microcentro engloba 21 quilômetros de via, envolvendo o quadrilátero que vai da Avenida Fernando Corrêa da Costa até a Avenida Mato Grosso, e da Avenida Calógeras até a Rua José Antônio, com algumas extensões, como a Dom Aquino, Marechal Rondon e Barão do Rio Branco, até a antiga rodoviária.

O projeto de arquitetura prevê calçadas padronizadas, recapeamento asfáltico, mobiliário urbano, coleta seletiva de lixo, sistema de videomonitoramento, conexão wi-fi gratuita, iluminação com lâmpadas de LED, semaforização inteligente para segurança de pedestres e motoristas. Além disso, quem passar pela região sentirá o conforto térmico trazido pela arborização e paisagismo planejado.

Outro ponto que será minimizado com as obras são os alagamentos recorrentes na época de chuva. Para isso, serão refeitos meios-fios e sarjetas, além de bocas de lobo adicionais para dar suporte às já existentes. A microdrenagem ganhará reforço de mais um ponto de coleta para o escoamento adequado da água da chuva.

(com informações da PMCG)

Jornal Midiamax