Cotidiano

LISTA: veja quantas doses de vacina para covid cada município de MS vai receber

Lote com 48.650 doses da Coronavac e AstraZeneca chegou no sábado ao Estado; quilombolas e idosos com mais de 65 anos serão vacinados.

Humberto Marques Publicado em 21/03/2021, às 09h59 - Atualizado em 22/03/2021, às 08h00

Novo lote de vacinas contra a Covid-19 chegou sábado ao Estado. (Foto: Edemir Rodrigues/Subcom)
Novo lote de vacinas contra a Covid-19 chegou sábado ao Estado. (Foto: Edemir Rodrigues/Subcom) - Novo lote de vacinas contra a Covid-19 chegou sábado ao Estado. (Foto: Edemir Rodrigues/Subcom)

Resolução publicada neste sábado (20) no Diário Oficial do Estado definiu quantas doses de vacinas contra o coronavírus cada município de Mato Grosso do Sul receberá na nona etapa de distribuição. Os imunizantes, em um carregamento com 48.650 doses, foram entregues sábado pelo Ministério da Saúde e seguem para as 79 prefeituras definirem a aplicação.

A definição consta na resolução ad referendum 44/CIB/SES, da Comissão Intergestores Bipartite da SES (Secretaria de Estado de Saúde).

Do total, 47.400 doses são da Coronavac (produzida em parceria entre o Instituto Butantan e o laboratório chinês Sinovac) e 1.250 são da Covishield/AstraZeneca (produzida pela Fundação Oswaldo Cruz e a Universidade de Oxford).

As doses da Covishield são todas reservadas para iniciar a vacinação dos povos e comunidades tradicionais quilombolas do Estado. Da mesma forma, idosos com mais de 60 anos que tenham determinados problemas de Saúde e pessoas com síndrome de Down com mais de 18 anos poderão ser vacinadas, desde que haja sobra de doses.

Maior município do Estado, Campo Grande ficará com a maior quantidade de vacinas da Coronavac: 12.170, sendo 11.630 para imunizar idosos entre 65 e 74 anos (96,3% do total) e 540 para trabalhadores de Saúde.

Para Dourados, serão 2.680 doses (2.530 para idosos de 65 a 74 anos e 150 para trabalhadores de Saúde); 1.220 para Corumbá (1.160 e 60 para cada grupo, respectivamente); e 1.300 para Três Lagoas (1.240 e 60).

Da Covishield/AstraZeneca, Campo Grand ereceberá 230, mesmo número destinado a Terenos. Para Jaraguari, serão 155, e em Nioaque, 135. Todas as doses desta vacina vão para comunidades quilombolas.

Confira nas imagens ao final desta reportagem a distribuição completa de vacinas por município.

Plano prevê vacinação de profissionais de Saúde e idosos acima de 65 anos

A distribuição seguirá outras regras: das doses de Coronavac, 1.620 (162 frascos com 10 doses cada) vão para a primeira dose (a D1) em continuidade à imunização de trabalhadores de Saúde. Nos municípios em que este grupo já foi totalmente vacinado, as doses poderão ser destinadas ao próximo grupo prioritário, seguindo o escalonamento de idosos com mais de 65 anos.

O maior quantitativo de doses reservadas (32.580, em 3.258 fracos com 10 doses cada) vai para a D1 em continuidade ao grupo dos idosos de 65 anos ou mais. E 13.200 doses devem ser empregadas na aplicação da 2ª dose (a D2), referente à quinta etapa da imunização.

A CIB determinou ficar a critério dos municípios continuar a vacinação das pessoas com mais de 60 anos, desde que estas sejam portadoras de doenças imunossupressoras, pacientes de câncer com doença ativa e em tratamento, transplantados de órgãos sólidos ou medula óssea e renais crônicos, pneumopatias crônicas graves e pacientes portadores de doenças cardiovasculares crônicas que tenham sido submetidos a cirurgias com o emprego de imunizanes.

Nos casos acima, a vacinação poderá utilizar imunizantes remanescentes dos demais grupos.

Da mesma forma, os municípios poderão vacinar portadores de síndrome de Down com mais de 18 anos com doses remanescentes.

Por fim, houve recomendação para que as prefeituras observem o prazo para aplicação da D2 conforme prévio agendamento, podendo haver modificação, caso necessário.

Jornal Midiamax