Cotidiano

No auge da pandemia, MS tem cinco cidades sem mortes por coronavírus

Mato Grosso do Sul chegou ao auge da pandemia e já tem mais de 2,3 mil mortes causadas pelo coronavírus. O número de mortes diárias tem aumentado nas últimas semanas e MS chegou a registrar o recorde de 30 óbitos em apenas 24 horas, mas o Estado ainda tem municípios que não registraram óbitos.  Das […]

Mylena Rocha Publicado em 03/01/2021, às 09h28 - Atualizado às 09h45

Figueirão não registrou mortes até o momento. (Foto: Reprodução/Prefeitura de Figueirão)
Figueirão não registrou mortes até o momento. (Foto: Reprodução/Prefeitura de Figueirão) - Figueirão não registrou mortes até o momento. (Foto: Reprodução/Prefeitura de Figueirão)

Mato Grosso do Sul chegou ao auge da pandemia e já tem mais de 2,3 mil mortes causadas pelo coronavírus. O número de mortes diárias tem aumentado nas últimas semanas e MS chegou a registrar o recorde de 30 óbitos em apenas 24 horas, mas o Estado ainda tem municípios que não registraram óbitos. 

No auge da pandemia, MS tem cinco cidades sem mortes por coronavírus
Fonte: SES

Das 79 cidades de MS, há cinco que não registraram nenhum óbito por Covid-19, mesmo com quase 10 meses de pandemia. As cidades Caracol, Figueirão, Jateí, Novo Horizonte do Sul e Santa Rita do Pardo são as únicas sem mortes na pandemia, segundo dados divulgados no boletim epidemiológico da SES (Secretaria de Estado de Saúde). 

A cidade de Caracol, a 384 km de Campo Grande, tem 108 casos confirmados de Covid-19 desde o início da pandemia. O município tem um índice de incidência de 1.747 casos a cada 100 mil habitantes.

O município de Figueirão, a 244 km da Capital, foi o último município do estado a ser atingido pela pandemia. Somente em agosto a cidade registrou seu primeiro caso e neste sábado (2) tem um total de 55 infectados. Ainda não há nenhuma morte registrada por coronavírus. 

A cidade de Jateí, a 260 km de Campo Grande, tem um total de 211 pacientes infectados desde o início da pandemia. A incidência é de 5.247 casos para cada 100 mil habitantes. Já Novo Horizonte do Sul, a 320 km da Capital, tem 38 casos confirmados, com uma incidência de 1.031 para cada 100 mil moradores.

Por fim, Santa Rita do Pardo, a 267 km de Campo Grande, tem um total de 116 casos confirmados desde o início da pandemia. A taxa de incidência é de 1.468 casos a cada 100 mil habitantes.

Jornal Midiamax