Cotidiano

'Não descansaremos até entender o que aconteceu', garante coordenador de projeto sobre onça morta a tiros

Equipe procura outra onça na Serra do Amolar, que foi resgatada dos incêndios do ano passado

Fábio Oruê Publicado em 03/05/2021, às 19h04

Onça foi encontrada morta na Serra do Amolar
Onça foi encontrada morta na Serra do Amolar - Foto: Divulgação/ IHP

Ainda sob investigação de vários orgãos, o coordenador do projeto Felinos Pantaneiros se manifestou sobre o caso a onça fêmea encontrada morta na região da Serra do Amolar, na semana passada. 

"Não admitimos perder uma onça onde trabalhamos e não descansaremos até entender o que aconteceu”,disse o médico veterinário e coordenador do projeto, Diego Viana.

Equipe da Polícia Federal foi enviada à Comunidade Barra de São Lourenço para coletar informações sobre autoria do crime. A PF já fez a perícia do animal e abriu investigações. A PMA (Polícia Militar Ambiental) também trabalha no caso. 

Desde sexta-feira (30) pesquisadores do IHP (Instituto Homem Pantaneiro) continuam trabalhando no monitoramento da onça Joujou.

O colar colocado no felino voltou a indicar a localização e há monitoramento com incursões em campo para tentar a visualização. A equipe sabe que Joujou é uma onça que está se saindo muito bem em sua reabilitação na natureza, mas é importante ficar atento aos sinais.

Jornal Midiamax