Cotidiano

Municípios já podem ampliar vacinação contra a gripe para toda a população

Campo Grande promoveu plantão para imunizar grupos prioritários neste sábado (3)

Jones Mário Publicado em 03/07/2021, às 17h08

Vacina é aplicada por profissional de Saúde
Vacina é aplicada por profissional de Saúde - Tony Winston/Ministério da Saúde

O Ministério da Saúde comunicou hoje (3) a estados e municípios que a campanha de vacinação contra a Influenza será aberta para toda a população acima dos seis meses de idade. Agora, as secretarias de Saúde devem decidir qual a melhor forma de ampliar a imunização em cada localidade.

A princípio, a campanha tinha como público-alvo apenas pessoas acima dos 60 anos; professores; crianças de seis meses a menores de 6 anos de idade; gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto); povos indígenas; trabalhadores da saúde; pessoas com comorbidades e outras condições clínicas especiais; com deficiência permanente; caminhoneiros; trabalhadores do transporte coletivo rodoviário, urbano e de longo curso; trabalhadores portuários; membros das forças de segurança e salvamento; Forças Armadas; funcionários do sistema prisional; e presos.

Hoje em Campo Grande, 20 unidades de Saúde deram plantão para imunizar os grupos prioritários. A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública) ainda não anunciou a estratégia para abrir a vacinação ao público geral.

Segundo parcial divulgada ontem (2) pela secretaria, 153.004 pessoas se vacinaram contra a Influenza desde 13 de abril, início da campanha. O número corresponde a 61,18% do público alvo, mas a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde é de 90%.

A campanha nacional de vacinação contra a gripe termina na próxima quinta-feira (8).

Em caso de choque de calendário, a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) recomenda um intervalo mínimo de 14 dias entre a aplicação da vacina contra a covid-19 e a da Influenza.

Jornal Midiamax