Cotidiano

Mulher viaja 600 km até Campo Grande em busca de filho que vive nas ruas após ser assaltado

Há mais de um mês sem falar com o filho, Divina dos Santos Soares, de 47 anos, percorreu 600 km para vir até Campo Grande em busca de localizá-lo. Do interior de São Paulo, Divina tem a missão de localizar o filho, que desempregado e assaltado, tem vivido nas ruas da Capital. Conforme ela disse […]

Mariane Chianezi Publicado em 03/01/2021, às 14h15 - Atualizado em 04/01/2021, às 09h26

Após mobilização, Agner foi localizado e se comunicou com a mãe | Foto: Divulgação
Após mobilização, Agner foi localizado e se comunicou com a mãe | Foto: Divulgação - Após mobilização, Agner foi localizado e se comunicou com a mãe | Foto: Divulgação

Há mais de um mês sem falar com o filho, Divina dos Santos Soares, de 47 anos, percorreu 600 km para vir até Campo Grande em busca de localizá-lo. Do interior de São Paulo, Divina tem a missão de localizar o filho, que desempregado e assaltado, tem vivido nas ruas da Capital.

Conforme ela disse à reportagem do Jornal Midiamax, Agner Vinícius dos Santos Martins, de 29 anos, saiu de Cafélândia (SP) para poder trabalhar em Campo Grande há um ano. No entanto, devido à crise que assola a economia diante da pandemia, o rapaz perdeu o emprego e a casa onde morava.

“Ele dividia a casa com um colega, mas aí o colega foi embora e ele, desempregado, não conseguiu pagar o aluguel sozinho e precisou deixar a moradia. Depois disso ele chegou a morar em um abrigo de uma igreja, mas saiu. Quando ele estava na rua, sem condições, chegou a ser assaltado e perdeu todos os documentos e celular”, disse Divina.

Depois do ocorrido, a mulher não conseguiu mais ter contato com Agner e, seguindo o coração, veio até Campo Grande “às cegas” para tentar encontrar o filho. “Eu fiz uma postagem no Facebook pedindo informações, aí uma mulher disse que viu ele em um bairro pedindo ajuda. Tenho uma companhia e vamos percorrer todos os bairros atrás dele se precisar”, comentou.

Agner foi visto no bairro Coophatrabalho há uns dias pedindo ajuda. Quem souber informações sobre o paradeiro do rapaz, pode entrar em contato diretamente com Divina no (14) 98201-6772 ou na redação do Jornal Midiamax, no (67) 99207-4330.

Jornal Midiamax