Cotidiano

Nova secretaria, Sidagro promove ações de inovação, tecnologia e agricultura em Campo Grande

Alteração recente da Sedesc para Sidagro faz parte do pacote de retomada da economia da Capital

Felipe Ribeiro Publicado em 30/07/2021, às 15h18

Lei elaborada pela Sidagro criará dois programas voltados à agricultura
Lei elaborada pela Sidagro criará dois programas voltados à agricultura - (Foto: Divulgação/PMCG)

Recentemente, houve alteração nas pastas do Município quanto a assuntos de inovação, tecnologia e agricultura. Agora, a Sedesc (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia) se chama Sidagro (Secretaria Municipal de Inovação, Desenvolvimento Econômico e Agronegócio).

A mudança faz parte do processo de ressaltar o setor de inovação e da atuação da agricultura urbana, segundo informado pela assessoria da nova pasta. Os serviços relacionados ao Empreendedorismo, Agronegócio, Comércio Exterior e Indústria, Comércio e Serviço passam a ter outros olhares, voltados à sustentabilidade, à inovação e ao desenvolvimento social.

“O objetivo da Sidagro é fomentar o desenvolvimento econômico, assim os impactos virão a partir da chegada de novas empresas com a aprovação da nova Lei do Prodes, que vai simplificar, agilizar e democratizar os incentivos fiscais”, explicou o secretário Rodrigo Terra.

Além dos intuitos mencionados, as alterações na secretaria abrangem outros projetos, como a implantação do Parque Tecnológico e de Inovação de Campo Grande. O estudo prevê a construção da obra no quadrilátero central, aproveitando o Reviva Campo Grande e todos os investimentos na região.

De acordo com a assessoria, o objetivo do parque é ter um local onde haja grandes empresas de tecnologia, startups e laboratórios pensando e fazendo trabalhos e estudos em inovação.

Lei de Agricultura Urbana

A secretaria também confirmou a lei de outubro de 2020 que institui o Plano da Agricultura Urbana. A iniciativa orienta os participantes quanto à produção e utilização dos alimentos, e cria 2 programas que devem dar andamento na Capital, que são as “Hortas Urbanas” e “Agricultura Agroecológica”.

O texto da legislação foi elaborado pela Sidagro, em parceria com outras secretarias, e ajuda a definir o futuro do desenvolvimento rural no município.

Jornal Midiamax