Cotidiano

MS e outros estados vão receber larvicida biológico para controle da dengue

Larvicida auxilia no controle das larvas dos mosquitos que transmitem doenças

Dândara Genelhú Publicado em 04/05/2021, às 15h43

Larvicida pode ser colocado em locais que acumulam água.
Larvicida pode ser colocado em locais que acumulam água. - Foto: Henrique Arakaki | Midiamax

Para combater os mosquitos que transmitem doenças, como a dengue, o Ministério da Saúde vai distribuir o Espinosade, larvicida biológico. De acordo com a Pasta, a distribuição, para Mato Grosso do Sul e outros estados, deve acontecer nos próximos meses.

Assim, o larvicida pode ser colocado em qualquer lugar que possa acumular água e virar um criadouro de larvas. De acordo com o Ministério, Espinosade é responsável principalmente por combater o Aedes aegypti e Aedes albopictus, que são vetores da dengue, chikungunya e Zika.

Com baixo impacto ambiental, o larvicida também é menos agressivo para os adultos. O que proporciona mais segurança para os profissionais que devem manusear os produtos.

Para isso, o Ministério preparou uma capacitação para os servidores e agentes de saúde. Em MS, o curso está previsto para acontecer na próxima quinta-feira (6), no período da tarde.

Espinosade

De acordo com o Ministério da Saúde, Espinosade é um biolarvicida de ingrediente ativo (Espinosina A + Espinosina D), que são metabólitos mais ativos produzidos pela fermentação biológica da bactéria Saccharopolyspora spinosa, um organismo de ocorrência natural no solo. Assim, o produto tem indicação para controle das larvas destes mosquitos.

Além disto, ele tem degradação rápida no ambiente, não é persistente, e reduz a vida dos mosquitos em menos de um dia. A Pasta destaca que o larvicida não contém risco de desenvolvimento de cânceres ou mesmo doenças neurológicas.

Jornal Midiamax