Cotidiano

Maus-tratos: donos são presos após deixarem sete cães na chuva e sem comida em MS

Magros, eles tinham pouca comida e água à disposição

Mylena Rocha Publicado em 11/10/2021, às 12h46

Cães foram resgatados por uma ONG.
Cães foram resgatados por uma ONG. - Divulgação/Idest

A cena era desoladora: debaixo de chuva, molhados, muito magros e com sarna, sete cachorros foram resgatados após passarem por maus-tratos em Mato Grosso do Sul. O caso aconteceu na cidade de Sonora, a 351 km de Campo Grande, e dois homens foram presos na manhã desta segunda-feira (11).

Os policiais receberam a denúncia de que vários cães estavam sendo maltratados no município. Eram sete cães ao todo, que não tinham abrigo e dispunham de pouca alimentação e água.

Ao chegarem no local, um policial civil se os animais haviam tomado chuva e os donos confirmaram. Os cachorros estavam magros e tinham sarna, sendo que um deles aparentava ter também leishmaniose.

Conforme ocorrência, a ONG (Organização Não-Governamental) foi acionada e constatou os maus-tratos. Os animais foram resgatados e os donos dos cães, de 73 e 58 anos, foram presos em flagrante.

Maus-tratos é crime

A Lei Sansão que possibilitou uma punição mais severa para quem maltrata animais, completa 1 ano de existência, e serve para lembrar que tutores que deixam seus animais sem água, comida ou, ainda, acorrentados debaixo de sol e chuva podem ir para a cadeia.

A lei leva esse nome em homenagem ao cachorro da raça Pitbull, que teve suas patas traseiras arrancadas por agressores com o uso de um facão. O cachorro teve próteses desenvolvidas nos Estados Unidos, e doadas pela associação de proteção animal Patas Para Você, para que Sansão pudesse andar novamente. O Pitbull ficou famoso nas redes sociais e foi alvo de diversas manifestações a favor de normas mais severas contra atos cruéis a animais.

Jornal Midiamax