Cotidiano

Mato Grosso do Sul tem oitava pior taxa de isolamento do País no sábado de Carnaval

Mais da metade da população driblou as recomendações por isolamento social, medida contra o contágio pela covid-19, neste sábado de Carnaval.

Jones Mário Publicado em 14/02/2021, às 16h01 - Atualizado às 16h02

(Foto: Leonardo de França/Arquivo Midiamax)
(Foto: Leonardo de França/Arquivo Midiamax) - (Foto: Leonardo de França/Arquivo Midiamax)

Mato Grosso do Sul registrou a oitava pior taxa de isolamento social do País ontem (13), sábado de Carnaval. Segundo dados da startup InLoco, só 39,28% da população seguiu as recomendações para evitar o contágio pela covid-19 e ficou em casa.

Amazonas (51,47%) e Acre (49,36%), onde o quadro da pandemia é crítico, foram os estados com melhores taxas de isolamento neste sábado. Goiás (37,53%) e Tocantins (37,28%) tiveram os piores desempenhos.

O índice em Mato Grosso do Sul foi ainda mais baixo na sexta-feira (12), quando apenas um terço das pessoas (33,66%) obedeceu confinamento domiciliar. O percentual colocou o Estado na antepenúltima posição do ranking nacional, à frente apenas de Rio Grande do Sul (33,39%) e Tocantins (32,36%).

A InLoco monitora o deslocamento de pessoas como medida para auxiliar no enfrentamento à pandemia de novo coronavírus. Além disso, os dados são fornecidos publicamente pela startup.

Mato Grosso do Sul tem oitava pior taxa de isolamento do País no sábado de Carnaval
Ranking de isolamento por estado, referente ao sábado de Carnaval (Infográfico: InLoco)

Embora as festas de Carnaval estejam vetadas, o governo estadual liberou seus 48 mil servidores ativos do expediente nos próximos dias 15, 16 e 17. O “feriadão” contrariou até mesmo recomendação da própria SES (Secretaria de Estado de Saúde).

Com o Executivo parado, os poderes Legislativo e Judiciário de Mato Grosso do Sul também declararam ponto facultativo no período. Na contramão, a prefeitura de Campo Grande barrou a folga, a fim de contribuir para evitar aglomerações.

Jornal Midiamax