Cotidiano

Mato Grosso do Sul tem 7,2% dos empregados trabalhando em formato home office, aponta Ipea

Levantamento indica, ainda, o perfil das pessoas que exercem o teletrabalho

Gabriel Maymone Publicado em 08/09/2021, às 12h10

Teletrabalho afetou 7,2% dos trabalhadores de MS
Teletrabalho afetou 7,2% dos trabalhadores de MS - Divulgação

Dados do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) mostram que Mato Grosso do Sul tinha 7,22% dos trabalhadores em home office no mês de novembro de 2020. 

O relatório mostrou que o Estado era o 4º com menor número de pessoas atuando no formato de teletrabalho, atrás apenas de Mato Grosso (6,06%), Pará (6,85%) e Amazonas (7,09%).

Conforme o boletim, o total de pessoas que não estavam cumprindo trabalho presencial por conta da pandemia da covid correspondia apenas a 0,7% da massa de rendimentos totais recebidos por trabalhadores no país.

Os dados gerais mostram que o setor que mais colocou empregados em home office foi o de serviços, que corresponde a 43,6% do total. Na sequência, aparece o setor público com 38,9% e o setor industrial, com 7,1%. Completam a lista: comércio (5%) e agricultura (0,6%).

Ao final, o estudo ainda aponta que o perfil da pessoa em teletrabalho continua predominantemente composto por pessoas ocupadas no setor formal, com escolaridade de nível superior completo, do sexo feminino, de cor/raça branca e com idade entre 30 e 39 anos.

Jornal Midiamax