Cotidiano

Maio tem previsão de seca intensa e risco de queimadas em MS

Massas de ar frio também serão mais intensas nos próximos meses

Mylena Rocha Publicado em 30/04/2021, às 10h15

Queimadas podem voltar a preocupar em regiões do Estado.
Queimadas podem voltar a preocupar em regiões do Estado. - Henrique Arakaki/Midiamax

O mês de maio já vai começar e a previsão meteorológica não traz boas notícias para Mato Grosso do Sul. A previsão é de um mês com seca intensa no Estado, o que requer atenção especial à saúde e também à região do Pantanal, que sofre com as queimadas nos períodos sem chuva no Estado.

Dados da Estação Meteorológica Uniderp apontam que o mês de maio é caracterizado por uma intensa estiagem. O mês será marcado por uma seca significativa com níveis de chuva muito baixos ou inexistentes. “As queimadas devem aumentar significativamente”, alerta o meteorologista Natalio Abrahao Filho. 

Dados do prognóstico de Outono apontam que há chance de chuva no norte e nordeste de Mato Grosso do Sul em maio. Porém, nas outras regiões os índices ficam abaixo de 15 mm. No mês de junho a seca deve continuar, chuvas insignificantes na maior parte do Estado. 

E o frio? 

Para quem está gostando do ‘friozinho’ que chegou a Mato Grosso do Sul nesta semana, a previsão de maio deve agradar. Informações do prognóstico do Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e Clima) apontam que as massas de ar frio começam a atuar com maior intensidade em maio, quando as temperaturas costumam ter acentuada queda. 

“Entre o final de maio e decorrer de junho, as condições de ocorrência de geadas aumentam na parte sul do Mato Grosso do Sul, enquanto que a umidade do ar fica, em média, bastante baixa durante as tardes”. 

Jornal Midiamax