Cotidiano

Mãe procura polícia após filho de dois anos sofrer fratura de fêmur em Emei

Diego Alves Publicado em 08/09/2021, às 23h07

Exame de raio-x da criança (Via WhatsApp)
Exame de raio-x da criança (Via WhatsApp)

Uma mãe procurou a delegacia e fez um boletim de ocorrência após seu filho de dois anos sofrer uma fratura no fêmur esquerdo em uma Emei (Escola Municipal de Educação Infantil) em Campo Grande, na tarde da última sexta-feira (03).

A mãe conta que no dia, recebeu ligação da escola, informando que o menino havia caído de joelho no chão. A mãe acompanhou o filho até o UPA Coronel Antonino, onde foi constatada a fratura no exame de raio-x.

Diante da gravidade, o garoto teve que ser transferido até a Santa Casa, onde ficou internado até a noite do dia posterior, sábado (04). A mãe disse na delegacia, que na sala onde estava o filho, havia outras duas crianças junto com duas cuidadoras.

Ela acredita que pode ter havido no mínimo o descuido das funcionárias e que a lesão não poderia ter ocorrido com uma simples queda. A mãe que prefere não se identificar, fez um boletim de ocorrência por lesão corporal dolosa.

“Eu acho que ele pode ter caído de cima de algum lugar, sido empurrado ou piso molhado. Está muito difícil, tenho três filhos pequenos, ele está tendo que usar fralda novamente, está engessado da cintura pra baixo, imobilizou as duas pernas. Cochila um pouco e acorda chorando e gritando, irritado de ficar deitado e com o calor. O médico disse que foi uma quebradura muito grave, poderia ter pegado uma artéria”, diz. A reportagem entrou em contato com a prefeitura e aguarda retorno.

Jornal Midiamax